Blog do Prisco
Coluna do dia

2017 chegou

A semana passada foi pródiga em movimentos de arrepiar. Tudo protagonizado por cabeças coroadas do PMDB. Depois de patrocinar a eleição do investigado Eunício de Oliveira à presidência do Senado, Michel Temer guindou o amigo Moreira Franco, outro arrolado pela Lava Jato, à condição de ministro. Automaticamente, ele passou a gozar do foro privilegiado. Alguém nessa condição só pode ser processado no âmbito do Supremo Tribunal Federal, que tem um corpo de 11 ministros abarrotados de ações.

Ato contínuo, os bravos do PMDB no Senado estão entrincheirados para transformar Edison Lobão, também processado, em presidente da poderosa Comissão de Constituição e Justiça do Senado. A manobra tem o apoio de José Sarney, pai da suspeitíssima Roseana Sarney. Caso o arranje prospere, significará que o notório Lobão, mesmo na mira da Justiça, poderá presidir duas sabatinas estratégicas neste ano: a do novo ministro do STF, a ser indicado por Temer à vaga de Teori Zavascki; e a do próximo procurador-geral da República (Ministério Público), já que o mandato de Rodrigo Janot termina em setembro.

Tamanha movimentação só confirma o deboche de autoridades que pisoteiam o interesse público em detrimento de posicionamentos puramente pessoais.

 

Dissolução em massa

Presidente estadual do PPS, a deputada federal Carmen Zanotto enviou uma carta aos companheiros de sigla anunciando a dissolução de 35 diretórios municipais. Na estrutura política brasileira é assim, o comandante da legenda tem todo o poder. A parlamentar promove uma verdadeira “limpa” na legenda, certamente com vistas às futuras eleições.

 

Codesul

Nesta quarta, o governador Raimundo Colombo participa da reunião do Codesul, em Cascavel (PR).

O encontro com os governadores do Paraná, do Rio Grande do Sul e do Mato Grosso do Sul será realizado no Show Rural Cascavel, a partir das 10h.

 

Retorno

Depois de cinco anos, Balneário Camboriú voltará a integrar a Associação dos Municípios da Foz do Itajaí, Amfri. A entidade está no contexto do InovAmfri, projeto pilotado pelo ex-deputado Paulo Bornhausen, presidente do PSB catarinense, mesmo partido do alcaide Fabrício Oliveira. Sintonia, até porque o InovAmfri é uma proposta inovadora. Estando na Amfri, o prefeito de Balneário poderá negociar serviços dentro do “pacote” com as demais prefeituras, barateando custos.

 

Projeção

Nos bastidores, comenta-se à boca pequena que o deputado estadual e secretário de Estado do Turismo, Leonel Pavan, pretende ser suplente de Raimundo Colombo, caso o governador renuncie em 2018 para disputar o Senado. Pode ser, mas até lá há um longo caminho a ser percorrido. Tanto para Colombo como para Pavan.

 

Laços

Não é por acaso que Eduardo Moreira tem procurado se aproximar de todas formas do PSDB estadual. No ano passado, quando Geraldo Alckmin fez comício em Blumenau, na reta final da campanha, o governador paulista lembrou de 2010, quando o vice-governador “foi contra tudo e todos” e acabou apoiando a candidatura presidencial do tucano paulista.

 

Reflexos

No cenário atual, é provável que o PMDB, pelo menos boa parte dele, esteja com o PSDB no contexto nacional. Traria reflexos para Santa Catarina. Também por isso, Colombo vem atuando para atrair cada vez mais tucanos, hoje um ninho dividido no Estado.

Posts relacionados

O problema do Brasil

leander

Coluna do dia

Autor

Crise aumenta

leander