Blog do Prisco
Destaques

A geografia das principais chapas

Considerando-se as três principais candidaturas ao governo do Estado, as eleições deste ano trazem três nomes de Blumenau (Décio Lima, Napoleão Bernardes e João Paulo Kleinübing), dois do Norte (Mauro Mariani e Paulo Bauer, estes dois na aliança liderada pelo MDB), dois nomes do Oeste (Gelson Merisio, candidato ao governo pelo PSD, e Jorginho Mello, candidato ao Senado pelo PR), um do Planalto Serrano (Raimundo Colombo, correligionário de Merisio), um da Grande Florianópolis (Esperidião Amin, do PP, na chapa de Merisio).

Sobre os dois petistas que concorrem ao Senado, Lédio Rosa de Andrade e Ideli Salvatti, fica complicado definir uma base geográfica para suas atuações políticas. O primeiro é desembargador aposentado. Natural de Tubarão, atuou vários anos em Florianópolis também. A ex-senadora é paulista. Chegou a Santa Catarina por Joinville, conseguindo guarida com o então prefeito Pedro Ivo Campos. Depois, ela se estabeleceu em Florianópolis, foi a Brasília e esteve nos EUA nos últimos anos.

Nestas três maiores candidaturas, o Sul, que hoje tem o governador Eduardo Moreira, ficou de fora. Agora, se considerarmos que o PSL de Jair Bolsonaro lançou candidato ao governo e ao Senado, o Sul foi priorizado. Tanto o comandante Moisés, postulante ao governo, como o presidente estadual e candidato ao Senado, Lucas Esmeraldino, tem base em Tubarão.

foto>montagem

Posts relacionados

Souza critica “reforminha” da Previdência e apresenta substitutivo

Redação

Justiça prorroga afastamento do prefeito de Lages

Autor

Produção de peixes cresce no Estado catarinense

Redação