Blog do Prisco
Destaques

Adiamento da Reforma da Previdência e o despreparo para crises

Com a retirada de urgência da reforma da previdência que custa quase R$ 7 bilhões ao ano, o deputado Bruno Souza (Novo) explica que não reformar significa que vamos continuar sempre despreparados para crises como essa, sem espaço no orçamento para lidar com situações emergências. Para se ter uma ideia, enquanto o estado gasta bilhões para cobrir o buraco da previdência, a reserva de contingência do estado (justamente para lidar com situações como esta) é de apenas R$ 1 milhão. Ainda, o gasto com saúde no ano passado (e aí entram os investimentos com novos leitos e UTI, por exemplo) foi de R$3,5 bilhões, muito inferior ao déficit da nossa previdência estadual. “Sem a reforma Santa Catarina vai continuar sendo como o resto do Brasil. Um estado governado pelo improviso. Vendendo a janta para comprar o almoço. Sempre despreparado e de calças curtas para enfrentar crises como a atual”, afirma Bruno.

Posts relacionados

Gelson Merísio é a favor do impeachment

Autor

Semana do Economista 2017

Autor

Morte do reitor: em nome do equilíbrio

Autor