Blog do Prisco
Manchete

Adriano e Gean

Seguindo as avaliações sobre o momento eleitoral relevante dos prefeitos catarinenses com vistas ao pleito estadual de 2022, há em Joinville um novo ator no tabuleiro político estadual.

Adriano Silva, apesar de ter feito quase 60% dos votos no maior colégio eleitoral de Santa Catarina, avisou durante a campanha que não seria candidato a absolutamente nada nas próximas eleições.

Vai cumprir a regra de seu partido, o Novo, que estabelece que cidadão eleito para um mandato deve cumpri-lo integralmente.

Por ser novo, literalmente, no cenário e por estar à frente da maior cidade de SC, e sem pretensões para o ano que vem, Adriano Silva, assim como Mário Hildebrandt, de Blumenau, terá papel estratégico no processo sucessório estadual.

Fortalecimento

No mesmo diapasão está Gean Loureiro, reeleito na Capital já no primeiro turno e, a exemplo do próprio Hildebrandt, derrotando candidatos fortíssimos como Angela Amin, que foi prefeita duas vezes; Pedrão Silvestre, o vereador mais votado da história do estado e o canhoto Elson Pereira, que disputava pela terceira vez, sempre com votações expressivas.

No páreo

Diferentemente de Adriano e Hildebrandt, no entanto, Gean tem se posicionado e buscado articulações como pré-candidato a governador.

É dono de um capital eleitoral precioso e indiscutível. O que pode lhe conferir um espaço ao Senado, talvez, ou mesmo de vice dependendo da composição.

De qualquer forma, é outro personagem que terá papel preponderante em 2022.

foto>montagem