Blog do Prisco
Notícias

Aguiar prega revisão da proposta de tempo de aposentadoria rural

A necessidade de um tratamento criterioso para a aposentadoria dos trabalhadores rurais, em debate com o projeto da Reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional, foi motivo de pronunciamento do deputado Antonio Aguiar (PMDB) durante a sessão desta quarta-feira (8). O parlamentar pretende mobilizar a bancada federal catarinense para a necessidade de revisão da proposta do executivo, que amplia tempo de contribuição e idade mínima de aposentadoria.

“É preciso levar em conta uma realidade diferenciada, do trabalhador rural em relação ao urbano. No campo, a maioria começa muito cedo, auxiliando nas tarefas da propriedade familiar”, diz Aguiar, retratando especialmente a estrutura minifundiária de Santa Catarina.

antonio-aguiar-e-darci-de-matos

O deputado reforça que o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) constatou que 70% das mulheres e 78% dos homens começaram a trabalhar antes dos 14 anos. Assim, com a nova proposta de aposentadoria por idade, aos 65 anos para homens e 60 para mulheres, o benefício só será alcançado, respectivamente, com mais de 45, ou ao menos 40 anos de trabalho. “Para quem trabalha muitas vezes sem descanso semanal, no sol e na chuva, no frio e no calor, convenhamos, é uma situação muito difícil” – diz Aguiar. Para ele, o aumento do tempo de trabalho para aposentadoria rural poderá agravar o êxodo do campo. “Muitas famílias já enfrentam dificuldades para manter os mais jovens nas propriedades. Penso que isso deve ampliar a migração para as periferias das cidades”.

Posts relacionados

Indicação de Zé Nei ao TCE já chegou à Alesc

Autor

Pesquisa da Univali revela tendências de votos para prefeitura de Itajaí

Autor

Secretário de Educação Natalino Uggioni representa CONSED em reunião técnica da UNESCO para tratar de Educação Profissional

Redação