Blog do Prisco
Manchete

Aprasc não aceita proposta do governo e segue negociando

Depois de reunir cerca de quatro mil militares na Capital, em protesto histórico, a Associação de Praças de Santa Catarina mantém firme a luta pela reposição inflacionária na nova rodada de negociação com o governo, nessa terça-feira.

Na última sexta-feira, o grupo gestor apresentou, entre as principais propostas, a incorporação do Iresa, que é uma indenização para quem está na ativa; a garantia de que os militares não terão prejuízos com as novas alíquotas da Proteção Social e, 12,5% de reposição, no período de 2016 a 2018.

APRASC pretende lutar pela incorporação imediata da Iresa e por um índice melhor, incluindo 2019. “Vamos lutar até o fim para melhorar as propostas. Mas tudo será decidido em assembleia geral com os praças. Podem ter certeza que a APRASC vai brigar forte pela categoria, que exige respeito”, destacou o presidente da APRASC, subtenente RR, João Carlos Pawlick.

Posts relacionados

Deputados de SC anulam aumento de energia elétrica para quem mora no campo

Redação

Moro adia agenda em SC

Redação

Deputado diz que governo precisa cair na real

Redação