Notícias

Aprovados em concurso da PM ficam desempregados e sem a vaga

O leitor Nery Flores, de Joinville, é um dos 658 aprovados em concurso público para a Polícia Militar de Santa Catarina. Ao blog, ele relata sua dramática situação, que também atinge outros catarinenses na mesma condição: como o governo havia prometido chamar a turma para a entrevista em 14 de setembro, com a apresentação prevista para 19 de outubro, Flores pediu demissão do emprego em que trabalhava. E confirma que “muitos de nós pedimos demissão.”

Ficou preocupado, mas não desesperado com a notícia de que o chamamento havia sido adiado para 20 a 23 de novembro. Mas agora, como o Centro Administrativo confirmou que só vai chamar o grupo em março de 2016, o quadro é complicadíssimo.
Desemprego em meio à grave crise e fim do ano chegando. Esta é a realidade de Flores e outros aprovados neste certame. O Executivo justificou a manobra justamente em função da grave crise econômica que assola o país. O governo do Estado procura não fazer alarde, mas o quadro financeiro é dos mais preocupantes. E sofre o corpo social.

Foto: Secom, arquivo, divulgação