Blog do Prisco
Notícias Últimas

Arroz catarinense é rico em nutrientes e base para outros produtos

Cuidado com o grão vem desde as plantações até o beneficiamento nas indústrias, para colaborar com o bom funcionamento do organismo humano

Somando versatilidade e nutrição, o arroz de Santa Catarina se destaca por concentrar quantidades sustentáveis de carboidrato para o ser humano. Com cuidados vindos das plantações do Estado, o grão fornece energia para o organismo e outros nutrientes essenciais. Após colhido, ele passa por um processo de beneficiamento nas indústrias catarinenses, as quais são associadas ao Sindicato das Indústrias Cerealistas do Estado (SindArroz-SC), para deixar na melhor qualidade de consumo.

O cereal, apesar de ser um alimento básico e fundamental para a vida humana, desempenha um papel importante à saúde. “As indústrias de arroz possuem uma responsabilidade crucial na segurança alimentar de nossa sociedade. Garantimos o acesso a um alimento básico e nutritivo para pessoas de todas as classes sociais, contribuindo para a saúde e o desenvolvimento de nossa população” afirma o presidente do SindArroz-SC, Walmir Rampinelli.

Seja para uma simples a elaborada refeição, o consumo diário do arroz é visível na maior parte da sociedade, uma vez que é acessível e de fácil preparo. Como consequência, a ingestão do grão fornece os nutrientes, fósforo, potássio, magnésio e fibras, os quais são essenciais para o desenvolvimento humano. “Levando em consideração a rotina corrida que muitos possuem e a necessidade de uma nutrição adequada, ter um alimento como o arroz na dieta é essencial”, enfatiza a nutricionista, Vanessa Costa Berardinelli.

 

Livre de alergias e versátil na culinária

 

Além da grande fonte de carboidratos que o arroz fornece ao corpo humano, ele também é considerado baixo em FODMAPS. Ou seja, trará benefícios para quem o consome, uma vez que é de baixa fermentação e fácil digestão pelo organismo. No entanto, a profissional recomenda que a ingestão seja acompanhada com uma boa fonte de proteína e gordura.

Por ter como característica principal a versatilidade, o cereal é base de diversos outros produtos que facilitam a vida de pessoas com restrições alimentares, sendo variado nas massas, biscoitos, farinhas e bebidas vegetais. “Esses produtos podem estar em inúmeras preparações e substituir os ingredientes tradicionais como o trigo e o leite. Podemos utilizar na produção de receitas para o café da manhã e lanches ou até em preparações para refeições principais”, explica Vanessa.

Dentre as opções de consumo, as indústrias associadas ao SindArroz-SC ofertam ao público produtos que possibilitam inúmeras receitas deliciosas e nutritivas, com um cardápio diversificado e saudável. Seja desde a produção de bolos, muffins e panquecas com as farinhas sem glúten, até os biscoitos de arroz com patês, ovos mexidos, creme de ricota ou geleia.

“Valorizamos o papel essencial das indústrias neste processo, principalmente no que diz respeito no desenvolvimento de produtos que atendam às necessidades de pessoas com algum tipo de restrição alimentar, como no caso dos celíacos, intolerantes à lactose e alérgicos à proteína do leite vaca e glúten”, destaca Rampinelli.

 

Sobre o SindArroz-SC

 

Fundado no ano de 1975, o Sindicato das Indústrias do Arroz de Santa Catarina (SindArroz-SC) atua como representante das empresas cerealistas do estado. Com 26 indústrias associadas, a entidade tem como um dos principais objetivos conquistar melhorias para toda a cadeia produtiva do alimento, bem como servir como ponte para beneficiadoras do grão. A rizicultura catarinense é responsável por 15% do abastecimento nacional e geram milhares de empregos no solo catarinense, além de em outras regiões do país.

 

Posts relacionados

Entenda como funciona a composição tarifária da SCGÁS

Redação

MPSC lança terceira edição do Prêmio José Daura

Redação

Jorginho Mello se reúne com o presidente da Assembleia da República de Portugal

Redação