Blog do Prisco
Coluna do dia

Bolsonaro favorito!

Apesar das oscilações de alguns dos mais conhecidos institutos de pesquisas do país, os de sempre, apontando um suposto crescimento de Fernando Haddad nas intenções de voto, e consequente queda de Jair Bolsonaro, a sensação que se tem é a de que, novamente, ocorre clara manipulação de dados.

Para criar o sentimento de que pode haver virada no jogo presidencial. A realidade, contudo, indica que o presidenciável do PSL sairá das urnas com uma vantagem de no mínimo 20 pontos percentuais. Dianteira que pode chegar a até 30%. A conferir no começo da noite deste domingo!

Já no plano estadual, o Comandante Moisés chega no momento decisivo em vantagem considerável. Ele não participou do último debate televisivo, quinta-feira à noite. Por motivo de saúde, ausentou-se. Embora essa situação possa ter repercutido mal em alguns setores da sociedade, o correligionário de Bolsonaro em Santa Catarina segue como favorito.

 

Imprevisibilidade

Mas é importante ressaltar que a eleição de segundo turno no Estado é imprevisível. Assim como foi imprevisível a chegada do próprio Comandante Moisés à reta final, atropelando o MDB. Pode haver uma virada na última hora? Pode. É provável? Não. Mas está longe de ser impossível.

 

Fervura

Se no plano nacional as manipulações e fake news comem soltas, em Santa Catarino  o clima ferveu de vez nas horas que antecedem a definição eleitoral. Na quinta-feira à noite, enquanto o candidato Gelson Merisio (PSD) era entrevistado por uma emissora estadual, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) resolveu fazer uma postagem no twitter.

 

Cadeia nele

No microblog, disparou sua artilharia para cima do pessedista, rival e desafeto. É, no mínimo, sui generis, uma declaração dessas, partindo de um governador de Estado. Moreira anotou o seguinte: “Merísio é mentiroso compulsivo. Faz a política velhaca. Cadeia nele é questão de tempo.”

 

Desfavorável

Uma colocação dessas de Moreira não é nada favorável ao oponente de Merisio, o Comandante Moisés. Muito pelo contrário. Só alimenta aquilo que Merisio e correligionários vinham afirmando, de que o MDB estaria por trás da candidatura do pesselista.

 

Quem?

Este contexto, aliás, independe da atuação do próprio Moisés, que vem reafirmando sua independência em projeto de chapa pura.

Liderança influente do PSD fez a seguinte observação: “logo quem, falando em cadeia.”

 

Luto

Morreu, na madrugada desta sexta-feira, o ex-deputado, ex-presidente do Avaí e grande figura humana, Fernando Bastos. Ele estava com 86 anos. O velório transcorreu durante todo o dia de ontem no Jardim da Paz, onde o corpo foi sepultado.

 

Avaí

Bastos foi várias vezes deputado estadual. Também foi federal e presidiu o Avaí em várias oportunidades. Ele é um dos autores do hino do clube da Capital. Muito ligado ao ex-governador Aderbal Ramos da Silva e depois a Jorge Konder Bornhausen, Fernando Bastos foi  presidente da Eletrosul e secretário do Trabalho no governo de JKB.

Posts relacionados

Impostos nas alturas

Autor

Poderoso chefão

Autor

Caramori assume Badesc

Autor