Blog do Prisco
Coluna do dia

Bornhausen tem data de domicílio questionada

Bornhausen tem data de domicílio questionada

O fim de semana foi de muito burburinho em Itajaí, notadamente nas redes sociais, por conta de um suposto equívoco na data de transferência do domicílio eleitoral de Paulo Bornhausen para a cidade. Pré-candidato a prefeito, o presidente estadual do PSB teria, obrigatoriamente, que ter feito a mudança até o dia 2 de outubro de 2015. Na internet, contudo, circulou a imagem de um documento do TSE, mostrando a efetivação da transferência de domicílio de Bornhausen no dia 6 de outubro do ano passado.

Assessores do pessebista asseguram que a transferência de domicílio ocorreu no dia 1 de outubro de 2015 e que o documento em questão é o da retirada do título eleitoral. De qualquer forma, a guerra eleitoral em Itajaí já começou. Bornhausen está articulando forte e deve contar com o apoio do prefeito Jandir Bellini. Se ele ficar fora por algum motivo, quem se beneficia, e muito são os outros pré-candidatos, como Décio Lima (PT), Volnei Morastoni (PMDB) e Vilson Sandrini (PV).

 

Tudo parado

Se em Itajaí o clima pré-eleitoral começa a esquentar, praticamente em todo o Estado há uma pasmaceira geral. A situação política e econômica, aliada à proibição das doações empresariais, tem tudo para transformar esta na mais imprevisível campanha eleitoral do período republicano.

 

 

História

O ex-senador Casildo Maldaner, presidente de honra do PMDB catarinense, completou 74 anos, sábado, dos quais 54 dedicados à política. Antes de chegar a deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador e senador, Maldaner passou pela Câmara Municipal da pequena Modelo, no Oeste do Estado, em sua primeira legislatura, após o município ser criado, desmembrado de Pinhalzinho.

 

 

Sem salários

No momento em que o noticiário político praticamente se resume em denúncias de falcatruas e corrupção, sempre envolvendo muito dinheiro, é oportuno lembrar que em 1962, os vereadores não recebiam salário.

 

Voluntários

 Ou seja, eram além de servidores públicos, pois na prática eram espécie de “voluntários”. O trabalho no Legislativo, que se resumiam em uma ou duas reuniões por semana, não ficavam nisso. Maldaner lembra que os vereadores eram convocados para realizar serviços como roçar as margens de ruas. Enfim, muita coisa mudou nestes mais de 50 anos. Aliás, Casildo Maldaner recebeu a missão do partido para coordenar a festa do cinquentenário do PMDB em SC, que acontece no próximo dia 24. Esta e outras histórias serão lembradas durante o evento, na Assembleia.

 

 

Pelo impeachment

O secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, confirmou que está reassumindo o mandato de deputado federal. Volta a Brasília hoje, dia 5. O pessedista faz o movimento para votar pelo impeachment de Dilma Rousseff, desalojando a companheira comunista Angela Albino, primeira suplente da coligação. JPK divulgou uma nota oficial sobre o assunto.

 

Nau à deriva

É visível o desconforto de lideranças do PSD em Santa Catarina  com a permanência do partido no governo Dilma Rousseff.

 

Cultura

Presidente do TCE, Luiz Roberto Herbst elogiou a postura do governo do Estado de não aumentar impostos. Foi durante a entrega das contas de 2015 ao tribunal, ato que contou com a presença do governador Raimundo Colombo e do secretário Antônio Gavazzoni (Fazenda).  O relator será o conselheiro Wilson Wan-Dall.

Posts relacionados

Balanço e atuação

Autor

Um respiro no STF

leander

Liderança consolidada

Autor