Blog do Prisco
Image default
Manchete

Buligon com um pé e meio no DEM

Luciano Buligon foi a Brasília nesta quarta-feira. Viajou acompanhado do ex-deputado federal João Paulo Kleinübing, presidente do DEM Barriga-Verde.

Eles tiveram duas conversas estratégicas na agenda. A primeira, pouco antes do meio-dia, foi com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o demista de maior visibilidade nacional neste início de 2019. Maia convidou Buligon para assinar ficha na legenda.

Na sequência, os dois catarinenses foram até o presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador, ACM Neto (centro na foto de capa). O baiano reiterou ao chapecoense que o DEM está de portas abertas e que ele será muito bem-vindo ao partido.

Vale lembrar que Luciano Buligon foi expulso do PSB na campanha eleitoral do ano passado. O prefeito de Chapecó declarou apoio a Jair Bolsonaro ainda no primeiro turno e foi retirado dos quadros pessebistas por decisão unilateral do presidente nacional, Carlos Siqueira.

Papel estratégico

Caso se confirme a chegada do alcaide ao DEM, fica evidenciado um movimento de independência de Buligon. Essa articulação demista deixa claro que o prefeito de Chapecó agora busca seu próprio caminho.

Espaço

Até pela força do cargo que exerce, de prefeito da maior cidade do Grande Oeste, passada a eleição, Luciano Buligon transformou-se na mais importante liderança política da região, que engloba 95 municípios e reúne 2 milhões de eleitores.

Rearranjo

O prefeito de Chapecó embarcando no DEM estará concretizado o segundo grande movimento de  mudança partidária neste começo de ano em Santa Catarina. O primeiro foi o desembarque de Napoleão Bernardes do PSDB.

Paulo Gouvêa da Costa (dirigente do DEM-SC), Jackson Castelli (segundo vice-presidente do DEM-SC), Paulo Henrique Dalago (prefeito de Bombinhas), Kleinübing, Maia e Buligon

 

 

 

 

 

Posts relacionados

Em nota, diretor defende continuidade da SC Par

Fabian Oliveira

Depois de Joinville e Chapecó, Júlio Garcia segue estadualizando o nome

Fabian Oliveira

ACM repudia ação do Governo do Estado contra a Lei do Duodécimo da Saúde

Fabian Oliveira