Destaques

Clésio vai concorrer em Criciúma

Ex-prefeito e ex-deputado Clésio Salvaro (PSDB – foto) está mesmo decidido a disputar novamente a prefeitura de Criciúma. Resta saber se o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) vai aceitar sua candidatura, devido aos imbróglios judiciais que envolvem a trajetória do líder tucano.

Caso o Tribunal negue o pedido de registro, Clésio pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e correr a eleição a bordo de um efeito suspensivo, exatamente como ocorreu em 2012, quando ele buscava a reeleição. Novamente, o ex-alcaide corre o risco de, uma vez vencendo, não tomar posse, como há quatro anos. O detalhe é que o cenário atual é bem mais complicado para ele do que em 2012. Naqueles dias, ele estava no quarto ano de um mandato de visibilidade e com aceitação popular.

Márcio Búrigo (PP), hoje prefeito, era seu vice e acabou sendo eleito na disputa suplementar de 2013. Justamente devido aos obstáculos jurídicos de Clésio Salvaro. O progressista agora é inimigo do antigo parceiro, que fechou inusitado acordo com o PMDB. Vai contar com Acélio Casagrande como companheiro de chapa. É uma dupla forte, assim como o deputado Cleiton Salvaro (PSB), que terá a vereadora Tati Teixeira (PSD) de vice.

 

Agravante

Outro complicador em relação às pretensões de Clésio Salvaro é o fato de ele ter assumido, por 42 dias, no começo do ano. Isso deve caracterizar que ele estaria buscando não um segundo, mas um terceiro mandato consecutivo de prefeito, o que é vedado pela lei. Além da questão da ficha limpa, mais essa ainda.

Fotos>divulgação