Blog do Prisco
Notícias

Colégio de presidentes da OAB defende transparência nas investigações da Lava Jato

Reunido em Florianópolis, o colégio de presidentes da OAB lançou nota em defesa da “ampla publicidade dos pedidos de abertura de inquérito e de arquivamento (atinentes à Operação Lava Jato), bem como dos fatos e razões que os motivaram.”
Na nota, a OAB crava que é “inconcebível” o sigilo, já que tal instituto, ao mesmo tempo, discrimina e privilegia. E prossegue o texto, salientando que os “governantes que sempre devem agir à luz do dia, com mais razão, não podem ser protegidos por investigações secretas.”

Postura adequada

Ao contrário do que alguns projetaram, o presidente nacional da Ordem, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, abriu o encontro do colegiado, no Il Campanario, em Jurerê Internacional, batendo forte na necessidade de se apurar a fundo os casos de corrupção que pipocam no Brasil. RIC_2863
Partiu dele a proposta de aprovação da moção que defende a quebra do sigilo na Lava Jato.
Postura considerada adequada pelos presidentes das seccionais presentes.
Furtado Coêlho foi enfático. No caso de haver elementos que embasem um pedido de impeachment da atual inquilina do Planalto, a OAB vai avaliar com todo o esmero o processo, levando-o até o fim.

Posts relacionados

“Precisam ser extintos 1200 cargos comissionados”, afirma Merisio

Autor

Simone Schramm autoriza nesta sexta-feira obras em nove escolas da região Norte

Autor

Região recebe Prêmio Município Sustentável da FECAM

Autor