Blog do Prisco
Notícias

Cooperativas Agropecuárias faturam R$ 19,9 bilhões em 2016

As 52 cooperativas agropecuárias de Santa Catarina encerraram 2016 com receita de R$ 19,9 bilhões, o que corresponde a 63% do movimento econômico de todo o sistema cooperativista do estado. De acordo com a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), o cooperativismo catarinense cresceu 15% no ano passado, faturando mais de R$ 31,5 bilhões.

As cooperativas são grandes aliadas da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca na operacionalização e divulgação de programas de fomento agropecuário. Um dos exemplos dessa parceria de sucesso é o Programa Terra-Boa, que combina o apoio do Governo do Estado para aquisição de calcário, sementes de milho, kit forrageiras e kit apicultura, com a presença das cooperativas nos municípios, que fazem a distribuição desses produtos aos agricultores. “Essa parceria já beneficiou milhares de produtores rurais catarinenses e continuamos trabalhando juntos para aumentar a produtividade e a competitividade da agricultura familiar catarinense”, ressalta o secretário Moacir Sopelsa.

Sopelsa lembra ainda a importância do cooperativismo para o fortalecimento da agricultura catarinense, unindo os produtores e organizando as cadeias produtivas. “O agronegócio catarinense é reconhecido nacional e internacionalmente por sua excelência, e o sistema cooperativista, com certeza, contribuiu muito para alcançarmos esse status. Nosso agronegócio é formado basicamente por agricultores familiares, que encontram nas cooperativas o apoio necessário para transformar suas propriedades em negócios rentáveis, gerando riqueza e qualidade de vida no campo”.

????????????????????????????????????
As 52 cooperativas agropecuárias de Santa Catarina encerraram 2016 com receita de R$ 19,9 bilhões

Ao todo, Santa Catarina conta com 265 cooperativas, atuando nos ramos agropecuário, saúde, crédito, consumo, infraestrutura, transporte, trabalho, produção, habitacional, mineral, especial e educacional, que reúnem 2,9 milhões de associados e  mantêm 58 mil empregos diretos. O presidente da Ocesc, Luiz Vicente Suzin, destaca que em 2016 o setor investiu principalmente na base produtiva, na diversificação de produtos e serviços e na qualificação de colaboradores, dirigentes e associados. “As cooperativas ignoraram a recessão de 2015 e 2016 e continuaram crescendo, com foco no mercado e aperfeiçoamento constante da gestão”.

Este é o oitavo ano consecutivo de crescimento no setor cooperativista do estado e a expansão se deu também no número de associados, chegando a 2,9 milhões de pessoas. Levando em conta as famílias cooperadas, a Ocesc estima que metade da população catarinense esteja vinculada ao cooperativismo. Só no ramo agropecuário são 69.325 cooperados, distribuídos em 52 cooperativas em todo o estado.

Outro dado importante divulgado pela Ocesc é o crescimento na participação de jovens e mulheres no cooperativismo. Quase meio milhão de jovens de até 25 anos se associaram às cooperativas em 2016, 67% a mais do que no ano anterior.  Os jovens já respondem por 23% do total de associados e as mulheres por 37%. São 784,5 mil mulheres cooperativistas, um crescimento de 12% em comparação com 2015.

No último ano, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/SC), vinculado a Ocesc, investiu R$ 21,3 milhões em ações de formação profissional, promoção social e outras atividades. Um total de 1.909 eventos, que atenderam 125.533 pessoas – entre associados, empregados e dirigentes de cooperativas.

 

Posts relacionados

TSE mantém Camilo como prefeito de Palhoça

Autor

Ministro Reynaldo Soares da Fonseca abre ano letivo da Escola do Ministério Público

Autor

Gavazzoni prestigia posse de Fachin no STF

Autor