Blog do Prisco
Coluna do dia

Custo abusivo

Atenção, caro eleitor. Quando algum político falar em  mudança ou renovação nestas eleições, preste muita atenção àqueles que passarão a propor ou já adotaram medidas saneadoras, cortando na própria carne. Sem isso, sem a diminuição dos privilégios imensos que suas excelências criaram para elas próprias, não haverá qualquer mudança significativa no país.

Para se ter uma ideia, além dos salários de R$ 33,7 mil, os deputados federais (513) e os senadores (81) têm direito a uma excrescência chamada Cota para Exercício da Atividade Parlamentar.

Todos os meses, cada um deles pode ser ressarcido em até R$ 45 mil, gastando em bares, restaurantes, hotéis, combustíveis e até material de propaganda de suas atividades parlamentares. Somente no primeiro semestre de 2018, a turma “pegou de volta” R$ 102,3 milhões disponíveis pelo chamado “cotão”. Uma vergonha. Um absurdo. É dinheiro público indo para o bolso dos mandatários. Literalmente.

Ou os eleitos começam, de fato, a mudança dentro de casa ou vai ficar tudo como dantes no quartel de Abrantes. E a única arma da população é o voto em outubro. Faltam agora menos de três meses para o primeiro turno.

 

Afastamento

Presidente da Câmara de Florianópolis, o vereador Guilherme Pereira, conhecido como Gui Pereira (MDB), é um dos cinco parlamentares dentre os 23 que atuam na Capital que vão disputar as eleições proporcionais deste ano.

Mas somente Gui Pereira vai se licenciar do mandato. E, consequentemente, da presidência da Casa Legislativa Municipal. Decisão acertada a dele. Se não pode exercer o mandato na plenitude em função dos compromissos eleitorais, o afastamento é o caminho adequado, abrindo espaço para o suplente.

 

A conferir

A conferir se a partir do exemplo de Gui Pereira os demais pré-candidatos seguirão o mesmo rumo. Neste momento, o vereador emedebista está se licenciando por um mês. Uma vez que seu nome for confirmado na convenção homologatória de agosto, ele pedirá mais dois meses de licença para dedicar-se às eleições.

 

Espaço

Interessante observar que as perspectivas eleitorais são excelentes para Gui Pereira, pré-candidato a deputado federal. Edson Andrino, histórico do Manda Brasa na Capital, está fora da política eleitoral. O ex-prefeito Dário Berger nem completou metade do mandato de senador e Gean Loureiro é o prefeito. Significa que há um espaço enorme escancarado para Pereira. Tudo numa região com cerca de 1 milhão e 250 mil eleitores.

 

Acordo

Os coordenadores dos partidos na Comissão Mista de Orçamento fecharam acordo para votar o parecer ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) na próxima quarta-feira (11). No mesmo dia, o texto poderá ser deliberado no plenário do Congresso Nacional, última etapa de tramitação da proposta, antes do envio para sanção presidencial. O relator da LDO para 2019 é o senador catarinense Dalirio Beber, do PSDB. Entre outras coisas, ele incluiu em seu texto a proposta de congelamento dos salários do funcionalismo federal por um ano.

 

Aplausos

Os deputados jovens da Alesc aprovaram moção ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SC) para que disponibilize no portal da Justiça Eleitoral informações sobre os antecedentes criminais dos candidatos às eleições de outubro. A votação ocorreu durante a sessão ordinária da 24ª edição do Parlamento Jovem. Bela iniciativa da garotada.

Posts relacionados

TRIANGULAÇÃO NAS DUAS CIDADES MAIS RICAS DE SC

Autor

Novo cenário

leander

As armas do PT

Autor