Blog do Prisco
Manchete

Daniela reage juridicamente, mas tese é frágil

A vice-governadora, Daniela Reinehr, também protocolou sua primeira reação formal ao pedido de imepachment. Ela, através do advogado Filipe Mello, questiona o rito do processo de impedimento já aprovado pelo Parlamento Estadual.

Os passos definidos pela Alesc, de acordo com a sustentação de Mello, seriam inconstitucionais pelo fato de incluírem a possibilidade de impeachment de vice-governador.

O advogado baseia sua tese em cima de decisão do STF, quando a corte suprema decidiu que os chamados crimes de responsabilidade são assuntos restritos ao Congresso Nacional (Câmara e Senado).

Pois muito bem. Depois de Moisés da Silva, Daniela também se movimenta na seara jurídica para tentar barrar, de alguma maneira, o processo de cassação. Só que, à primeira vista, a argumentação de sua defesa é completamente furada. Daniela Reinehr foi incluída no escopo do pedido de impeachment porque estava no exercício do governo quando o aumento aos procuradores do estado ainda estava valendo do ponto de vista administrativo. E não por ter sido eleita vice-governadora!

Posts relacionados

Moisés é aprovado e Dário um ilustre desconhecido em SC

Redação

Rodrigo Maia fala sobre Reforma Tributária no Momento Brasil

Redação