Blog do Prisco
Notícias Últimas

Décio Lima (PT) lidera pesquisa em Criciúma

Pesquisa do IPC, em Criciúma, traz alguns dados interessantes e até intrigantes. Assim como o Ibope estadual, divulgado nesta semana, o IPC aponta o petista Décio Lima na liderança da pesquisa. Ele tem 13,28% das intenções de votos. Índice que é praticamente a soma dos candidatos das duas grandes coligações. Mauro Mariani (MDB) aparece com 8,64%. Gelson Merisio (PSD) tem 6,40%. Na cidade sulista, Jair Bolsonaro lidera com folga, tendo o dobro de Lula da Silva. O líder do PSL surge com 34,24% e Lula da Silva é o preferido de 18,08%.

Os números para  o governo são um indicativo de que a pesquisa Ibope, contratada pelo Grupo NSC, a primeira depois do início da campanha eleitoral, não estava tão fora do contexto, apesar do mar de críticas que ela recebeu. O Ibope mostrou Décio Lima com 16%. Mariani e Merisio em patamares bem semelhantes ao do IPC  em Criciúma.

Também é muito curioso o fato de Bolsonaro estar tão distante de Lula da Silva e, na outra ponta, os eleitores de Criciúma colocarem justamente um petista, e amigo do ex-presidente, na liderança.

PT PEQUENO

Importante lembrar que Criciúma, lá no começo dos anos 2000, já foi governada pelo PT, com Décio Góes. Na mesma época, o partido teve, simultaneamente, dois deputados estaduais e um federal. Nesta reta final da segunda década do Século 21, o PT de Criciúma sequer tem um vereador na Câmara. Virou uma sigla pequena. Os números de Décio podem ser atribuídos a seus próprios méritos. Também é possível conjecturar que o eleitorado sulista pode estar identificando Mauro Mariani, do MDB de Michel Temer, e Gelson Merisio, do PSD de Raimundo Colombo, como  candidatos governistas. Situação que parece gerar rejeição entre os criciumenses. Outro ponto importante é que 60% dos entrevistados ou está indeciso ou votará branco e nulo. O índice é altíssimo e pode, ainda, ter ligação direta com o fato de que a região Sul ficou de fora das três chapas majoritárias que largaram com melhores perspectivas eleitorais nesta campanha.

Evidentemente que o processo eleitoral está engatinhando. É muito embrionário ainda. Os candidatos só começam a pedir votos no rádio e na TV no dia 31 deste mês. Mas são dados que devem ser olhados com muita atenção pelas equipes de campanha.

ONDA BOLSONARO

Outros dois pontos importantes a serem considerados no contexto da pesquisa IPC. O comandante Moisés, candidato ao governo pelo PSL, muito provavelmente embalado pela onda Bolsonaro em Criciúma e também pelo fato de ter fortíssima ligação com o Sul do Estado, aparece tecnicamente em empatado com Gelson Merisio na maior cidade sulista. Moisés tem 5,28% da preferência. Merisio, 6,40%.

Em 1996, o mesmo Décio Lima, hoje candidato a governador que lidera as pesquisas em SC, era vereador, considerado azarão na eleição para prefeito de Blumenau. O atual conselheiro do TCE, Wilson Wan-Dall estava praticamente eleito. Na reta final, o petista surpreendeu e venceu o pleito!

foto>PMC, arquivo, divulgação

Posts relacionados

PPS da Capital apresenta nomes para as eleições de outubro

Autor

BRDE assina convênio para financiar projetos inovadores na Região Sul

Autor

Doia apresenta projeto de revitalização da SC-455

Autor