Blog do Prisco
Notícias

Ernesto Damerau, perfil humanitário

Uma das raríssimas unanimidades que encontrei na vida. Homem bom e reto nas atitudes. Alguém que fez de sua Travessia, aqui entre os mortais, uma missão voltada exclusivamente para a prática do bem. Exímio cirurgião, por muitos batizado de “bisturi de ouro”, Ele transformou seus mais de 50 anos como médico em uma espécie de sacerdócio.
De Fé inquebrantável, temente a DEUS, Ernesto Francisco Damerau sempre foi um Cidadão generoso, simples, humilde, amigo e dedicado às pessoas e, especialmente, aos seus pacientes. A sua Vida sempre girou em torno da Medicina e de sua Família, a quem devotava carinho superlativo. Quando não estava no hospital, onde circulava com desenvoltura e contagiante alegria, marcava presença entre os familiares.

damerauNão era apenas um médico, mas um ser humano que tinha preocupação toda particular com o estado de espírito de seus pacientes, por isso sempre brincalhão, como forma de amenizar a dor enfrentada em casos desfavoráveis, sobretudo no pós-operatório. Não focava apenas no estado clínico; jamais descuidou da Alma Daqueles que passaram por suas mãos.
Por quase 30 anos tive o privilégio de ser seu genro. Que saudades das nossas conversas, de nossos aperitivos de sábado, das viagens e almoços em família, das celebrações de Natal. Convivemos desde sempre, até porque Ele começou a operar (ainda estudante de Medicina no Paraná) com meu Pai, na segunda metade da década de 50.
Gostava de falar de tudo, menos de si mesmo, no tocante ao seu indiscutível sucesso profissional. Pelos cálculos de colegas, foram mais de 50 mil cirurgias. Muitas vidas salvas e quanta dor amenizada.
Um exemplar único de Ser Humano. Homem que assumia posições claras, e que acabava não descontentando interlocutores que divergiam Dele porque todos identificam postura genuína nas suas sustentações. Respeitadíssimo, reuniu ao longo dos tempos uma verdadeira legião de seguidores e discípulos. Não por acaso, sempre foi o médico mais requisitado do seu tempo para paraninfo e patrono das turmas de Medicina.
Carismático, Ernesto Damerau foi uma das poucas pessoas que conheci, que acabou merecendo variadas homenagens em vida. Um Ícone profissional na segunda metade do século passado, que deixou frutos a uma sociedade que sempre reconheceu o seu valor como profissional e Cidadão.
Por mais de 50 anos teve Regina Campos (foto interna) como fiel e dedicada companheira; aliás, Mulher cujo valor sempre enalteceu. Esposa que ofereceu as condições para que ele deslanchasse na atuação profissional, administrando como poucas o reduto familiar, a começar pela criação das quatro Filhas Amadas.
Vai em Paz, Damerau, porque sempre fostes um Justo. Seguramente já estás na presença DELE, que sempre tem um olhar todo especial pelas Pessoas de coração aberto e generoso. Teu exemplo está aqui, presente, como uma semente, ao alcance de todos que tiveram o privilégio de conviver Contigo.
Esse depoimento é uma curta e singela homenagem de alguém que te amou e continua te amando sem limites. E também dos teus netos queridos, Bernardo e Gustavo.
Cláudio Prisco Paraíso

 

Fotos: arquivo de família

Posts relacionados

Soluções para eletrificação rural seguem na pauta

Autor

TRE-SC e ALESC anunciam Congresso de Liderança Política Feminina em outubro

Redação

Prefeitura de Chapecó e Sebrae confirmam parceria

Autor