Blog do Prisco
Manchete

Dificuldades na Saúde elevam temperatura na Alesc

A tensão que toma conta dos corredores e acomodações dos hospitais da Grande Florianópolis contagiou a Assembleia Legislativa. Na sessão de terça-feira, 23, à tarde, os deputados Sérgio Guimarães (UB), que vem adotando postura independente em relação ao Centro Administrativo; e Edilson Massocco, líder do governo Jorginho Mello na Alesc, trocaram farpas mais agudas em plenário.

Guimarães criticou a atual gestão e a titular da Saúde estadual, Carmen Zanotto. Uma das frases utilizadas pelo parlamentar do UB foi “muita falação e pouca prática.”

Sérgio Guimarães desafiou Massocco a visitar alguma das unidades de saúde mais caóticas da Grande Florianópolis (vídeo). O líder governista não respondeu. O Hospital Infantil Joana de Gusmão e o Hospital Regional de São José são dois focos bem problemáticos para o governo. São muitas as reclamações da população, sobretudo acerca da demora nos atendimentos.

O líder do governo destacou, da tribuna, ações que vêm sendo desenvolvidas pela Saúde estadual, como o mutirão de cirurgias eletivas, que já conta com mais de 35 mil procedimentos.

A tensão entre os dois deputados prosseguiu fora do plenário da Alesc.

Ontem mesmo, o governador Jorginho Mello (PL) anunciou abertura de 32 leitos de UTI infantil. Os novos espaços vão atender duas regiões de Santa Catarina.