Blog do Prisco
Coluna do dia

Dilma e Cunha aliados?

Dilma e Cunha aliados?

Já perceberam que em 2016 o tiroteio envolvendo Dilma Rousseff (PT) e o enlameado presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), simplesmente sumiu do noticiário? É reflexo do período de recesso, diriam os mais afoitos. Os mais bem informados, contudo, afirmam, categoricamente, que o arrefecimento dos ataques mútuos trata-se unicamente do velho e bom instinto de sobrevivência, um dos mais aguçados dos políticos tupiniquins.

Ministros da petista, depois de um breve descanso na virada do ano, concluíram que enquanto Eduardo Cunha, enrolado até o pescoço na Lava Jato, permanecer no comando da Casa e também à frente do processo de impeachment, a criatura de Lula da Silva pode dormir tranquila, pois a possibilidade de aprovação do impedimento é muito baixa. O peemedebista causa constrangimentos até mesmo na oposição.

Agora, se um novo presidente chegar e sem qualquer mácula no megaescândalo da Petrobrás, facilmente ele poderia ser respaldado pelos colegas para conduzir o processo com autoridade e rapidamente. Ou seja, Dilma depende de Cunha, que depende de Dilma.

Não te conheço

Embora negue, o Palácio do Planalto, após constatar que a permanência de Cunha na presidência da Câmara lhe favorece, passou a atuar nos bastidores para evitar que o STF aceite a denúncia da Procuradoria Geral da República, que pede a cassação do mandato do presidente da Câmara. Este é o ponto a que chegou a política nacional sob Dilma. Abaixo da crítica!

Lula denunciado

Pelos corredores do poder, em Brasília, é dada como certa uma denúncia formal contra o ex-presidente Lula da Silva até abril. Ele nega ser o proprietário, mas frequenta assiduamente um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. O local teria sido comprado mediante o uso de laranjas em 2010, custando a bagatela de R$ 1,5 milhão.

Balaio de siri

O tal sítio, batizado de Santa Bárbara, foi adquirido pelos empresários Jonas Leite Suassuna Filho e Fernando Bittar. O primeiro vem a ser sócio de Lulinha (filho do ex-metalúrgico) na empresa BR4 Participações. Empresa que, vejam só, é acionista da famosa GameCorp, empreendimento que conta em seu quadro societário com o próprio Lulinha (Fábio Luiz Lula da Silva), além dos irmãos Fernando e Kalil Bittar. Sem dúvida, nunca antes na história se observou tantos e rentáveis negócios familiares.

Recursos

Menos de três semanas depois de assumir a presidência do Badesc, o ex-prefeito de Chapecó, José Caramori, definiu a estratégia de atuação à frente da agência de fomento no seguinte tripé: microcrédito, inovação e municípios.

Foco

Como há poucos recursos para serem liberados em função da depressão econômica, Caramori está no foco correto: atuar no microcrédito, pulverizando recursos voltados à inovação e no maior número possível de municípios catarinenses. Outra frente já definida pelo comandante é o resgate de recursos junto aos inadimplentes, cuja dívida soma R$ 80 milhões. O Badesc vai requisitar as garantias oferecidas pelos devedores na hora da contratação do empréstimo.

Esperança

Senador Dalirio Beber indicou um total de quase R$ 40 milhões em emendas parlamentares, destinadas para investimentos em saúde, educação e infraestrutura em diversos municípios catarinenses para o orçamento de 2016. Em 2015, ele respaldou os pedidos do falecido LHS, totalizando R$ 16 milhões. O peemedebista partiu em maio e coincidentemente, o governo liberou apenas R$ 7,8 milhões. Resta saber quanto dos R$ 40 milhões solicitados por Dalirio, que é do PSDB, vão ser liberados este ano.

Posts relacionados

PP contrariado

Autor

Amin aos extremos

Autor

Coluna do dia

Autor