Blog do Prisco
Coluna do dia

Disputa na Alesc

A grande incógnita do pós-eleições é como vai se comportar o governador eleito, Carlos Moisés, em relação à Presidência da Assembleia Legislativa, que promete ser disputada, diferentemente do que vinha ocorrendo nos últimos anos.

Mais votado do MDB, que fez a maior bancada, com nove deputados estaduais, Valdir Cobalchini movimenta-se para ser o próximo presidente. Mas ele sofre fortes resistências internas. Principalmente dos parlamentares do Oeste, a saber, Romildo Titon, Moacir Sopela e Mauro de Nadal.

O próprio Sopelsa surge como o nome mais factível do MDB ,que, naturalmente, tem forças para buscar o comando do Legislativo.

Também não se pode descartar o papel de Júlio Garcia, do PSD. Ele volta ao Parlamento. Já foi presidente duas vezes. É um exímio articulador. Mas o seu partido só fez a terceira maior bancada, com 5 deputados. Ficou atrás do PSL, que tem seis eleitos.

O detalhe é que o PSL já tem o governador eleito. Politicamente, pode ser um erro grave se a legenda pleitear também a Presidência da Alesc.

 

Bancadas

MDB e PSL têm, juntos, 15 deputados. O grupo de Gelson Merisio elegeu 16, mas como ele não venceu o segundo turno, a tendência é o enfraquecimento do bloco.

 

Novas práticas

Por isso a importância da postura que terá o governador eleito, Carlos Moisés. Se ele mergulhar de cabeça nesse processo, como vai articular? Prometendo obras nas regiões dos deputados? Seria absolutamente legítimo. Agora, é preciso ter muito cuidado para não se comprometer com emendas e cargos aos parlamentares estaduais em troca de apoio. Essa prática caducou e não pertence mais aos novos tempos!

 

Chá de sumiço

Políticos que perderam a eleição costumam sair do cenário, mergulhar, ficarem quietos. É do jogo e respeita-se. Mas político eleito tomar chá de sumiço é novidade. Mistério no ar.

 

FRASE

“Mostramos os números de Santa Catarina, a situação que recebemos no início do ano, as medidas tomadas em 2018 e, principalmente, as projeções para 2019 que requer cuidado e contenção de gastos. Tenho certeza que os obstáculos serão superados pela capacidade de administração da nova equipe.” Eduardo Pinho Moreira, que apresentou, esta semana, os dados financeiros ao governador eleito Carlos Moisés da Silva.

 

Tsunami

Dentre as maiores e mais importantes cidades de Santa Catarina, Balneário Camboriú apresentou um dos melhores resultados para Jair Bolsonaro e para Comandante Moisés nas urnas. Na disputa presidencial, o presidente eleito fez 82% dos votos válidos contra 18% de Fernando Haddad.

 

Casa do Bolsonaro

Já Moisés conquistou 74,43% dos votos válidos na cidade, onde Gelson Merisio obteve 25,57%. Não foram poucas as carreatas, passeatas e o trabalho de mobilização a partir da Casa do Bolsonaro em Balneário Camboriú, que teve como coordenador o vereador Kaká Fernandes. O parlamentar aumentou seu capital político a partir dos grandes resultados do PSL no município.

 

Esplanada

Os primeiros nomes anunciados por Jair Bolsonaro para ministérios importantes, como Paulo Guedes (Fazenda) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) são muito bons. Corretos e qualificados. Começa bem.

Posts relacionados

Mais dificuldade

Autor

Começo complicado

Autor

Correção de rotas

leander