Blog do Prisco
Destaques

Dr. Vicente reage a possível suspensão da emergência pediátrica

Assunto será debatido nesta quarta-feira, 5, em audiência pública 

O deputado estadual Dr. Vicente Caropreso (PSDB) fez forte pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa para externar sua preocupação com os impactos da possível suspensão do atendimento de urgência e emergência pediátrica do Hospital Regional de São José. A Secretaria de Estado da Saúde anunciou que pretende transferir o atendimento para unidades de saúde da região e assim abrir mais vagas para atender pacientes adultos com Covid-19. A situação será debatida em audiência pública que a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Santa Catarina realizará nesta quarta-feira, dia 5, às 9h.

“A situação é grave. A desativação dos serviços de emergência pediátrica e de suas escalas de profissionais multidisciplinares, mesmo por 90 dias, certamente vai trazer consequências difíceis de consertar e trazer risco de desorganização do atendimento pediátrico na região. É um risco muito grande. É preciso abrir outras possibilidades para ampliar o número de leitos para Covid-19”, alertou o parlamentar, que é médico e já ocupou o cargo de secretário de Estado da Saúde.

Conforme o deputado, a desativação do atendimento pediátrico no Hospital São José irá sobrecarregar o atendimento no Hospital Infantil Joana de Gusmão, referência em oncologia pediátrica, e os serviços prestados nas Unidades de Pronto Atendimento municipais (UPAs), que teriam que absorver a demanda.

Dr. Vicente também alertou para a redução do serviço de pediatria do Hospital Florianópolis, no bairro Estreito. A Organização Social que administra a unidade anunciou que será reduzido o número de médicos plantonistas pediátricos, mantendo-se apenas um profissional por 24 horas.

Várias entidades médicas já se manifestaram contrárias à suspensão do atendimento de urgência e emergência pediátrica do Hospital Regional de São José. Somente em 2019 a unidade realizou mais de 50 mil atendimentos de emergências e casos graves como acidentes, queimaduras, paradas cardiorrespiratórias, convulsões, politraumatismos, entre outros. Além disso, o serviço é referência no atendimento às crianças vítimas de abusos e também no atendimento de emergências oftalmológicas pediátricas.

Posts relacionados

Governador em exercício e Bancada da Serra destinam R$ 5 milhões para Hospital de Bocaina do Sul

Redação

Carlos Humberto (PL) atua e hospital de Itajaí abre 10 novos leitos

Redação

Em ato prestigiado, Ricardo Guidi oficializa R$6 milhões ao Hospital São José

Redação