Blog do Prisco
Coluna do dia

Eleição de dois turnos

A coluna chega a este fim de semana decisivo apostando que em Santa Catarina haverá dois turnos eleitorais nas três maiores cidades: Joinville, Florianópolis e Blumenau.

Sim, há institutos sugerindo que, sobretudo na Capital, o pleito possa se encerrar já no primeiro round.

Alto lá. É bom ter cautela, um pezinho atrás, desconfiar de alguns números. São os mesmos institutos que em eleições passadas erraram feio na Capital. A conferir no domingo.

Agora, a eleição na Capital ganhou um episódio importante na quinta-feira à noite.

A OAB-SC, em parceria com o LIDE, realizou o primeiro, último e único debate eleitoral em Florianópolis. Nove dos dez candidatos compareceram. Os que interessam e efetivamente estão em campanha, pois o postulante do PCO simplesmente não deu as caras em lugar algum.

 

Cara pra bater

Importante este momento e vale o aplauso à Ordem ao LIDE. Registro: o comparecimento de Gean Loureiro, atual prefeito, favorito à reeleição porque fez uma boa gestão. Mostrou coragem e disposição para renovar o mandato, pois ainda está fresco na memória o episódio lamentável de envolvimento com uma ex-servidora da prefeitura.

 

Campanha morna

A combinação de desgaste brutal da classe política, pandemia, impeachment e crise econômica transformaram a campanha eleitoral de 2020 na mais morna de que se tem notícia desde a redemocratização, lá em 1982.

Talvez por isso, o nível foi mais civilizado.

 

Quantidade x qualidade

Por incrível que possa parecer, um fato em que a quantidade não atrapalhou a qualidade. O fim das coligações para candidatos a vereador acabou forçando os partidos a lançarem mais postulantes a prefeitos. Número que não afetou a qualidade, pelo contrário. Em linhas gerais, vimos mais pessoas qualificadas se apresentando e tendo a coragem de enfrentar as urnas. Salutar para o processo democrático.

 

Abstenções

Pelos mesmos motivos que amornaram esta campanha, a coluna acredita no crescimento significativo do número de abstenções este ano.

Em 2016, bateu em 16%. Pode chegar e ultrapassar os 20%, um índice altíssimo. E que não leva a lugar algum, pois o voto branco e nulo é simplesmente descartado. E pode acabar favorecendo os poderosos de plantão.

 

Barrado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou a regularidade do registro de candidatura de Ivo Konell (PRTB) e Leandro Mioto (PSL) aos cargos de prefeito e vice-prefeito de Jaraguá do Sul nas eleições deste ano. Por maioria dos votos, (5 a 2) os ministros indeferiram a chapa comandada pelo ex-prefeito e ex-deputado. O candidato ainda terá nome na urna e depois poderá recorrer para tentar validar os votos recebidos.

 

Contas rejeitadas

Na ação, o Ministério Público Eleitoral pediu que o registro da chapa fosse negado, uma vez que Ivo Konell estaria inelegível. Ele teve rejeitadas suas contas relativas ao exercício do cargo de secretário municipal de Administração.

 

Tendência cristalina

Em Jaraguá do Sul, as pesquisas apontam para um claro cenário de reeleição do prefeito Antídio Lunelli (MDB), um dos nomes cotados para o governo do Estado em 2022. O outro concorrente é Leandro Schmöckel (Novo).

 

Posts relacionados

Insegurança pública

leander

Chega de impostos

leander

O futuro de Kleinübing

Autor