Blog do Prisco
Coluna do dia

Empresário e políticos indiciados

O delegado Igor Gervini, da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros da PF, indiciou por corrupção – em supostos contratos superfaturados na área de telefonia junto ao governo do Estado – o empresário Mário Kenji Iriê, o ex-secretário de Administração do Estado, Milton Martini, e o ex-deputado e ex-presidente da Alesc, Pedro Bittencourt Neto.

As investigações fazem parte da chamada Operação Alcatraz. Mário Kenji é acusado pela de PF de praticar corrupção ativa. Martini e Bittencourt foram enquadrados por suposta corrupção passiva.

Segundo o despacho conclusivo do delegado Gervini, os envolvidos teriam fraudado processos licitatórios na área de telefonia fixa do governo estadual para a realização de contratos superfaturados de prestação de serviços. Outros agentes públicos e privados também foram indiciados na mesma decisão do policial.

Condenação

Ex-prefeito de Criciúma e ex-presidente do Deinfra (no primeiro governo de Raimundo Colombo), Paulo Roberto Meller (MDB) foi um dos condenados por crimes ambientais em decisão do juiz federal Marcelo Krás Borges, de Florianópolis.

Confiança

Emedebista de quatro costados, Paulo Meller sempre foi homem da mais absoluta confiança do ex-governador Eduardo Pinho Moreira, a quem ele sucedeu na prefeitura da maior cidade do Sul. Meller administrou Criciúma entre 1997 e 2000.

Servidor do Deinfra, ele foi guindado ao comando do órgão, já extinto, no primeiro mandato do ex-governador Raimundo Colombo. Com as Bênçãos de Pinho Moreira.

Informações falsas

Paulo Meller e outros dois ex-funcionários do Deinfra foram condenados pela prática do crime de apresentar, no licenciamento ambiental, informações falsas, previsto no artigo 69-A da lei 9.605/98. A pena de três anos de reclusão em regime aberto foi substituída, pelo juiz federal Marcelo Krás Borges, da 6ª Vara Federal de Florianópolis, pelo pagamento de prestação pecuniária no valor de R$ 30 mil e prestação de serviços à comunidade pelo prazo de três anos em entidades públicas ou assistenciais de Florianópolis, e também pelo pagamento de multa no valor de 20 dias-multa, com valor unitário de um salário mínimo mensal corrigido monetariamente desde a data do fato delituoso.

Ela no comando

Deputada federal Geovania de Sá, que praticamente dobrou a votação e 2018, deve ser eleita presidente estadual do PSDB neste sábado. Até ontem, ela era a única inscrita, apesar de alguns balões de ensaio que foram soltos aqui e acolá.

A parlamentar vem conduzindo o partido desde a morte do ex-deputado federal Marco Tebaldi.

Engenharia

Manutenção das pontes Colombo Salles, Pedro Ivo Campos e Hercílio Luz, Manutenção da malha rodoviária estadual e Inspeções de pontes e viadutos são alguns dos temas sobre os quais se debruçarão engenheiros e técnicos para o Seminário Cresce Brasil – Engenharia de Manutenção promovido pelo Senge-SC nesta sexta-feira, 29 de novembro, a partir das 9h, no centro de eventos da FIESC. O evento encerra com uma visita técnica à Ponte Hercílio Luz, às 16h, conduzida pelo engenheiro José Abel Silva, consultor das obras de reforma.

 

Posts relacionados

Catarinense enquadra Lula

Leander Oliveira

Dura, mas necessária

Autor

Opção logística

Autor