Blog do Prisco
Manchete

Fabrício, que se diz conservador, tem núcleo de conselheiros do PT

O marqueteiro que fará a campanha eleitoral do PL em Balneário Camboriú, a cidade de maior visibilidade de Santa Catarina, atende pelo nome de Oliveiros Domingos Marques Neto.

Ele é dono da agência Sotaque Brasil, que tem como alguns de seus principais clientes, já há bastante tempo, governos e líderes do PT.

O marqueteiro foi o responsável pelas campanhas eleitorais de Fabrício Oliveira em 2016 e em 2020.

Oliveiros é absoluta, totalmente ligado ao PT. Sempre fez campanhas do partido no Nordeste, mas tem ligações fortes com o lulopetismo do Rio Grande do Sul – e costuma ajudar o combalido PT catarinense. De quebra, é parceirão do PT do Paraná.

Ele é ligadíssimo, coladíssimo na presidente nacional do PT, deputada federal pelo Paraná, Gleisi Hoffmann. Ela é figurinha mais do que carimbada, conhecidíssima por suas posições canhotas e, também, claro, por suas práticas. Ambos frequentaram a Lava Jato.

Oliveiros foi um dos, senão o grande mentor, do prefeito de Balneário Camboriú durante a pandemia.

A proximidade e a influência do marqueteiro petista sobre Fabrício é Oliveira é tamanha que o filho dele, Tiago Cangussu Marques, é lotado na Secretaria de Meio Ambiente de Balneário Camboriú.

 

TRIPÉ

 

Já registramos aqui várias vezes que o prefeito, que sempre militou em partidos de esquerda e que se filiou ao PL quando a campanha eleitoral de 2022 já estava encaminhada em favor de Jorginho Mello, cerca-se de assessores de esquerda e de extrema esquerda.

Há vários. Mas além da parceria dele com o marqueteiro Oliveiros, a outra grande influência do PT sobre Fabrício atende pelo codinome de Pingo. Já é famosíssimo nos bastidores. É um advogado petista e compõe a chamada República do Paraná em Balneário.

Por fim, o outro mentor do prefeito que se diz conservador e cristão – há tempos existem seríssimas dúvidas sobre isso – é o pastor Michael Aboud, da Igreja Embaixada do Reino de Deus.

É outra figura sobre a qual pairam inúmeras dúvidas e suspeitas. Além de atuar como pastor de igreja, Aboud também já estaria há muitos anos apostando no ramo de lavanderias.

 

TROCA

 

Por fim, já há rumores de que o candidato ungido por Fabrício e por Michael Aboud, o radialista e jornalista Peeter Lee Grande – que trabalhou por anos na rádio da igreja de Aboud, congregação da qual Fabrício Oliveira também faz parte – não será mais o candidato à sucessão.

Começa a se cogitar o nome da ex-vereadora Christina Barrichello, que por muitos anos militou no PPS, sucedâneo do PCB, Partido Comunista Brasileiro, e que hoje é o Cidadania.

foto> Fabrício em campanha quando era filiado ao PSB, 40, Partido Socialista Brasileiro – Arquivo, divulgação

SAIBA MAIS:

https://g1.globo.com/google/amp/politica/operacao-lava-jato/noticia/pf-conclui-inquerito-sobre-gleisi-e-ve-indicios-de-corrupcao-e-lavagem-de-dinheiro.ghtml 

https://oantagonista.com.br/brasil/republica-de-curitiba-pegou-a-republica-de-sao-bernardo/ 

https://www.estadao.com.br/politica/blog-do-fausto-macedo/marqueteiro-narra-encontro-com-assessor-de-gleisi-e-delator-por-muito-dinheiro/

http://broadcast.com.br/cadernos/politico/?id=eU9xNi9Yc3NYZlpnbFlrWlJITGxMdz09

 

Posts relacionados

Sessão tem defesa de distrato na SC-370 e de devolução da União sem carimbo

Redação

João Padilha Lança Pré-Candidatura a Vereador em Florianópolis com Apoio de Lideranças Conservadoras

Redação

Marisa Zanoni discute Balneário Camboriú em Brasília 

Redação