Blog do Prisco
Manchete

Ferreira deixa a CGE e Moisés perde o quarto secretário na crise

O professor Luiz Felipe Ferreira não é mais o Controlador-Geral do governo do Estado. Pediu demissão a Moisés da Silva um dia antes de sua ex-adjunta, Simone Becker, depor na CPI dos Respiradores, inquirição marcada para esta terça-feira na Alesc. O governador ofereceu outra posição na máquina estadual ao ex-controlador , mas Ferreira se manteve irredutível. Vai voltar a dar aulas na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Simone  deixou a CGE, pasta criada na reforma administrativa de Moisés, semana passada, quando outros oito integrantes da Controladoria desembarcaram com ela. Desse jeito, não vai sobrar ninguém para apagar a luz! Ferreira é o quarto titular de primeiro escalão que cai em função do escândalo dos respiradores. Junta-se a Helton Zeferino, Douglas Borba e Amandio João da Silva Júnior. E o quinto integrante desta lista pode ser conhecido ainda esta semana. André Motta Ribeiro, que substituiu Zeferino na Saúde, pode desembarcar a qualquer momento. Ele foi implicado por um relatório da própria CGE, que levantou dados sobre o negócio dos respiradores. A crise parece longe do fim para Moisés da Silva.

Posts relacionados

Colombo desiste de presidir PSD-SC

Redação

Carmen Zanotto dará apoio na interlocução com os entes federados no combate ao Coronavírus

Redação

Governador prorroga por mais 7 dias a quarentena

Redação