Blog do Prisco
Artigos

Heróis de farda

Coronel Onir Mocellin, Deputado estadual e ex-comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de SC

No Dia Nacional do Bombeiro é necessário refletir sobre o papel e a importância da categoria dentro da sociedade. Mais que exaltar a coragem e o espírito altruísta desses heróis de farda é preciso trabalhar pela valorização profissional e ampliação dos serviços em todas as regiões de Santa Catarina, que, aliás, conta com o Corpo de Bombeiros Militar mais confiável do Brasil, segundo recente estudo da Udesc.

Isso não é por acaso. Alguns números ajudam a entender a credibilidade dos nossos bombeiros militares. Em 2018, a corporação combateu 9.220 mil incêndios, fez 10.683 mil operações de salvamento, busca e resgate, socorreu 133.845 mil pessoas, fez 125.876 mil atendimentos pré-hospitalar e salvou R$ 450 milhões em bens.

Mas o que faz dos nossos bombeiros militares um exemplo para o Brasil é a qualificação, determinação e o espírito solidário. Acostumados a enfrentar fenômenos climáticos, esses trabalhadores ajudaram a transformar Santa Catarina em referência internacional na busca e salvamento.

Por isso defendo a convocação dos excedentes, trabalhei pela aprovação da ajuda de custo aos bombeiros comunitários, já em vigor, e continuo lutando pela categoria.

Para entender o valor de profissionais que arriscam a própria vida para salvar a de outras pessoas, vale ressaltar duas histórias recentes de heroísmo. Primeira mulher a ser promovida por ato de bravura na história do CBMSC, a soldado Stefania Adaime Veit, enquanto realizava um procedimento de ressuscitação cardiopulmonar, desarmou e imobilizou a mãe da vítima que, em estado de choque, tentou se matar. A soldado não possuía treinamento específico de técnicas de defesa pessoal contra arma de fogo.

Já a guarda-vidas civil Thuany Platt estava de folga em praia de Florianópolis, quando observou três pessoas na água pedindo socorro. Sem qualquer equipamento de regate entrou no mar e ficou aproximadamente uma hora em alto mar para salvar os banhistas.

Essas histórias de bravura se misturam as de vários outros bombeiros militares, voluntários e comunitários, anônimos que, diariamente, orgulham Santa Catarina e nos fazem acreditar que heróis existem, sim. Parabéns, guerreiros!

Posts relacionados

Imposto de Renda e o FIA

Autor

Indústria poderia contribuir mais

Autor

O Brasil de dívidas e crise de credibilidade

Autor