Blog do Prisco
Image default
Destaques Notícias

Advogados “de fora” podem ocupar cargos na direção da Defensoria de SC, diz Janot

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, manifestou-se pela constitucionalidade de dois artigos da Lei Complementar 575, por meio da qual se instituiu a Defensoria Pública em Santa Catarina.
Os artigos citados são os 54 e o 56, autorizando o mandatário a investir advogados que não integram a carreira da Defensoria Pública em cargos de comando no órgão: defensor público-geral, subdefensor público-geral e corregedor-geral).

JANOT DEFENSORIA

 

SÓ DEPOIS DO ESTÁGIO PROBATÓRIO

A lei deve valer, avalia Janot, enquanto não houver servidores da Defensoria com estabilidade na carreira, que só é alcançada depois de três anos de estágio probatório. A instituição catarinense passou à existência em 2 de agosto de 2012.
O procurador-geral se manifestou nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pela Associação Nacional dos Defensores Públicos junto ao Supremo Tribunal Federal. A entidade argumenta que os artigos ferem a autonomia da Defensoria Estadual. O parecer de Janot é uma vitória para o Centro Administrativo.

Foto: divulgação

Posts relacionados

Eskudlark relata projeto a favor do aumento da idade máxima para ingresso nas carreiras militares em SC

Fabian Oliveira

DEPUTADO DÓIA PROPÕE CRIAÇÃO DA “FRENTE PARLAMENTAR DA AVICULTURA”

Autor

Nova diretoria do SinPRF toma posse

Autor