Blog do Prisco
Manchete

Juiz afasta vereador e prefeito de Ituporanga preserva mandato

Em sessão na terça-feira, 15, a Câmara de Vereadores de Ituporanga não acatou o pedido de cassação do mandato do prefeito Osni Francisco de Fragas, o Lorinho (foto).

O placar foi desfavorável ao prefeito – setes votos pela cassação e contra contrários -, mas a oposição não conseguiu alcançar o quórum qualificado. Ele segue no cargo.

Tudo porque a defesa de Lorinho, a cargo do advogado Marcos Probst, conseguiu liminar na Justiça, afastando o vereador Leandro May da votação. A decisão possibilitou que o suplente dele votasse.

O presidente da Câmara de Ituporanga tentou reverter o despacho do juiz Márcio Preis, mas não obteve êxito.

Em seu despacho, o magistrado assinalou: “Logo, considerando que é evidente que o vereador Leandro May possui interesse na espécie, porquanto foi o primeiro edil a trazer à baila os fatos investigados, resta induvidoso o impedimento dele para participar das deliberações relacionadas à cassação do mandato do impetrante.”

Posts relacionados

Investimentos viabilizados pelo BRDE no primeiro semestre atingem R$ 1,4 bilhão

Redação

Merisio no PP e Hobus de olho no PSD

Redação

Bolsonaro sanciona Pronampe, projeto do Senador Jorginho Mello

Redação