Blog do Prisco
Image default
Coluna do dia

Lançamento no Norte

Depois de receber manifestações públicas de apoio ao projeto de encabeçar chapa ao governo do Estado em Chapecó (coro puxado pelo prefeito Luciano Buligon), Xanxerê (sua base) e Biguçú (prefeito Ramon Wolliner), o deputado Gelson Merísio mobiliza lideranças de Joinville nesta sexta-feira, 17.

Emblemático. A cidade do Norte é um reduto peemedebista, terra que foi adotada e administrada por Luiz Henrique da Silveira e que hoje continua sob o comando do PMDB com o empresário Udo Döhler. Que, aliás, derrotou, no segundo turno de 2016, o deputado Darci de Matos, correligionário de Merísio.

Darci e Kennedy Nunes, outro deputado pessedista com base em Joinville, serão os anfitriões do evento. Merísio tem procurado, na medida do possível, alinhar sua agenda com a de Raimundo Colombo. Ao se aproximar do governador, ele acaba emitindo sinais: unidade, sintonia e até mesmo o simbolismo de que estaria se iniciando a passagem do bastão de forma caseira.

Colombo já declarou  que é legítimo o PSD pleitear a cabeça de chapa. Com Gelson Merísio próximo, não precisa nem verbalizar agora, mas começa a transparecer quem pode ser seu nome predileto à sucessão.

 

Descaso

Na Assembleia Legislativa, o deputado  Milton Hobus (PSD) demonstrou indignação com a situação das rodovias de Santa Catarina. Da tribuna, ele lembrou que o Departamento Nacional de Infraestrutura – Dnit/Santa Catarina -, enviou ofício informando a redução no volume de recursos para manutenção das rodovias federais que cortam o Estado.

 

Mais lentas?

No documento, segundo Hobus, o próprio Dnit reconhece que algumas obras devam se tornar mais lentas ou parar. Tudo em função da falta de recursos financeiros. O ofício encaminhado pelo Dnit, após o pedido de informação, destaca que o montante liberado pelo projeto de Lei Orçamentária do Governo Federal para estradas de Santa Catarina é inferior a 30% do necessário para dar continuidade aos serviços de manutenção e melhorias em BR’s.

 

Liderança

O deputado federal catarinense Décio Lima (PT) é o novo líder da Oposição (minoria) no Congresso Nacional (Câmara e Senado Federal). A liderança da oposição reúne diversos partidos como o PT, PCdoB, PDT e Rede. “A liderança da oposição no Congresso Nacional reforça nosso compromisso com as causas que sempre compartilhei e procurei ser protagonista. Precisamos estabelecer aqui na Câmara dos Deputados e no Senado a resistência e a intransigência contra a retirada de direitos do povo brasileiro”, pontuou o ex-prefeito de Blumenau.

 

Tati presidente

Num gesto do presidente Gelson Merísio, a ex-vereadora Tati Teixeira está assumindo a presidência da PSD Mulher em Santa Catarina. Parceira e incentivadora na fundação do PSD em Criciúma, desde 2011 ocupa a vice-presidência do partido na cidade. Ela já praticou diversos gestos por obediência à legenda e ficou na estrada na eleição do ano passado.

 

Que fase!

A queda-de-braço entre as Polícias Civil e Militar passou de todos os limites. Não raras vezes, é motivada por vaidades pessoais e corporativas, que passam a milhões de quilômetros do interesse e das necessidades sociais. Como vovó já dizia, senhores, roupa suja se lava em casa.

Posts relacionados

Colombo não quer PP

Autor

Locaute ou nocaute?

Autor

Barraco Supremo

Autor