Blog do Prisco
Destaques

Liderança histórica do MDB, Renato Vianna apoia Lunelli e critica movimento pró-Moisés

Ex-prefeito de Blumenau, ex-deputado federal, ex-presidente do Badesc, Renato Vianna, figura histórica do MDB que teve fortes laços com Ulysses Guimarães, Luiz Henrique e Pedro Simon, e outros personagens nacionais do Manda Brasa, se manifestou sobre a reunião de prefeitos e deputados do partido com o governador esta semana.

Para Vianna, é lamentável ver correligionários apoiando um “insignificante líder político por circunstâncias conhecidas de todos os catarinenses”. O blumenauense também fala em traição.

Segundo o ex-prefeito, abandonar Antídio LUnelli a esta altura do campeonato “seria o gesto mais vil e condenável de quem até aqui comeu do mesmo pão, origem da palavra companheiro,” assinalou Vianna.

Segue o post que ele fez nas redes sociais:

“Muito triste e lamentável ver companheiros do MDB, manifestando publicamente apoio político a candidatura de um insignificante líder político que venceu as eleições pelas circunstâncias conhecidas por todos catarinenses. A lealdade aos princípios partidários e a história do MDB não merecem o registro da traição. O Dr. Ulisses costumava dizer que o povo gosta da traição, mas não esquece jamais o traidor. Sem a presença de Luís Henrique para conduzir a lanterna e iluminar o caminho a ser seguido, recorro com muito orgulho ao exemplo de Pedro Simon que, aos 92 anos, esbanja energia, coerência e caráter. O tempo será sempre o senhor da verdade. Antidio é o nosso candidato para impor a credibilidade a todos catarinenses. Abandoná-lo agora seria o gesto mais vil e condenável de quem até aqui comeu do mesmo pão, origem da palavra companheiro. O repúdio que constatei nas manifestações dos leitores do jornal Metas a foto de adesão à candidatura do atual e fraco governador comprovam a lucidez dos eleitores da nossa região.”

foto>divulgação