Blog do Prisco
Coluna do dia

Lockdown da prefeitura escancara cenário eleitoral em Blumenau

O novo decreto de lockdown em Blumenau, editado pelo prefeito Mário Hildebrandt (Podemos), e que vai durar uma semana contada a partir de segunda-feira, 20, também trouxe reflexos políticos imediatos na loura Capital do Vale do Itajaí.
Ainda na segunda-feira, o deputado estadual Ricardo Alba (PSL), gravou um vídeo atacando a medida do alcaide. Declarou que o caminho é “reforçar os hospitais e não fechar o comércio.”
O cenário em Blumenau vai se firmando com vistas ao pleito municipal de novembro. Além do próprio Hildebrandt, que é candidato à reeleição, Alba sinaliza disposição de entrar na disputa. Ele foi o deputado estadual mais votado nas eleições de 2018.
Neste momento, há ainda outros dois nomes de projeção com disposição para entrar no jogo. Ivan Naatz (PL), outro deputado estadual, que é relator da CPI dos Respiradores, e o ex-prefeito e ex-deputado João Paulo Kleinübing (DEM).

Projeções

Ou seja, temos o atual prefeito buscando novo mandato; dois deputados estaduais, um com visibilidade em função da CPI e outras ações de oposição ao governo estadual, e outro com o recorde de sufrágios para a Alesc em 2018; e para completar o sobrenome tradicional de Kleinübing, cujo pai também já foi prefeito de Blumenau.
Um quadro que, se concretizado, em termos de projeção de nomes pode suplantar inclusive as disputas em Joinville e Florianópolis.

Meio bilhão

Moisés da Silva anunciou, durante audiência pública na Alesc, segunda-feira, que vai pagar as emendas impositivas ao Orçamento de 2019 e 2020. São aquelas indicações que os deputados fazem para levar recursos aos prefeitos. No total, quase meio bilhão de Reais. Mais precisamente, serão liberados, até o fim do ano, R$ 491 milhões. Há deputados que não esconderam a emoção diante da notícia.

Tucano

Os esforços do Governo do Estado de Santa Catarina para pagamento das emendas impositivas foram destacados por deputados durante a reunião extraordinária da Comissão de Finanças e Tributação da Alesc nesta segunda-feira. O presidente da comissão, deputado Marcos Vieira, reforçou a importância do repasse para os municípios catarinenses. “Quero agradecer o gesto do seu governo quanto a esse importante pleito dos deputados de Santa Catarina. Desde 2007 vínhamos reivindicando a implantação e, depois, o pagamento dessas emendas”, falou o deputado Marcos Vieira ao governador Carlos Moisés, que participou da reunião junto ao chefe interino da Casa Civil, Juliano Chiodelli, e o secretário da Fazenda, Paulo Eli.

Bolada

Consta, nos bastidores, que a alegria de Vieira teria motivação dupla. Não só pelo anúncio da liberação, mas pelo fato de que as emendas dele serão liberadas todas de uma vez, num pacotaço de encher os olhos. A conferir!

Contabilidade

Aliás, no mesmo dia em que Moisés anunciou o mimo das emendas impositivas, na própria Alesc foi revelado outro número: até o momento, o Centro Administrativo já pagou R$ 162 milhões no combate à Covid19 em Santa Catarina.

Posts relacionados

Organização criminosa

Autor

Polarização na base

Autor

O mascate Colombo

Autor