Blog do Prisco
Image default
Notícias Últimas

Marlene propõe audiências públicas para debater feminicídio

A deputada Marlene Fengler (PSD) anunciou hoje na tribuna a realização de seis audiências públicas macrorregionais para debater a escalada da violência contra as mulheres e os casos de feminicídio em Santa Catarina. Os encontros serão realizados até julho, em Joinville, Florianópolis, Lages, Blumenau, Chapecó e Tubarão, em parceria com a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. A parlamentar lembrou que neste ano já ocorreram, até agora, 26 feminicídios no estado. “É uma escalada macabra que transforma vidas em estatísticas, que deixa mães sem filhas, filhos sem mães, famílias destroçadas pela dor de mortes trágicas e inexplicáveis”, disse a parlamentar.
A intenção da parlamentar é reunir a sociedade e todos os agentes envolvidos na questão, como Tribunal de Justiça, Ministério Público e o MP de Contas, universidades, Ongs, Polícias Civil e Militar, entre outras instituições que integram a rede de prevenção, atendimento e controle para traçar um diagnóstico preciso da violência contra as mulheres e do feminicídio em Santa Catarina.  A ideia é que as audiências públicas aprimorem ou produzam políticas públicas mais eficientes e com menos custo para o Estado e, consequentemente, para a sociedade.
Serão seis audiências públicas, duas já neste mês, em Joinville, dia 24, em Florianópolis, dia 31, com abrangência para todos os municípios dessas regiões. As outras quatro serão realizadas em Lages, no dia 27 de junho, em Chapecó, no dia 5 de julho, em Tubarão, no dia 7 de julho e em Blumenau, em data ainda não definida.
Ao finalizar seu pronunciamento Marlene enfatizou: “penso que só se olharmos juntos na mesma direção seremos capazes de evitar que outras Adrianas e Alines virem estatísticas”.

Posts relacionados

Presidente Fachini faz balanço do Legislativo na ACIJ

Autor

Vampiro recebe apoio de 400 mulheres

Autor

Deputado Saretta fala da luta para garantir mais recursos para a saúde

Autor