Blog do Prisco
Image default
Manchete

Ministro da Saúde recebe reivindicações dos hospitais filantrópicos

Os presidentes da AHESC, Altamiro Bittencourt e da FEHOSC, Hilário Dalmann, representando o presidente da FEHOESC, Tércio Kasten, acompanhados de diretores hospitalares de Santa Catarina, apresentaram uma pauta de reivindicações ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que passou a segunda-feira, 25 fevereiro em Florianópolis. Numa reunião à parte, o ministro recebeu os representantes das entidades que explanaram sobre a preocupação dos prestadores de serviços de Saúde com relação a crise que atinge o sistema no estado e também no país. A rede privada e filantrópica em Santa Catarina constituída por 182 hospitais é responsável pelo atendimento de 77% dos usuários do SUS no estado. A representatividade evidencia a importância do setor para Santa Catarina. Por isso, destacou o presidente da FEHOSC, Hilário Dalmann, “a falta de reajustes dos procedimentos e a baixa remuneração paga pelos SUS são insuficientes para suportar os custos operacionais de um hospital, da folha de pagamento e dos seus colaboradores.”

Outro apelo foi para que a Portaria que estabelece o prazo para pagamentos dos incentivos financeiros aos hospitais que prestam de formar complementar os serviços ao SUS,  seja feito sempre no início de cada mês, ao contrário do que vem acontecendo, em média, os valores chegam com até dois meses de atraso. As entidades também cobraram do ministro o pagamento das emendas de custeio, para que o repasse ocorra de forma direta entre o Fundo Nacional para os prestadores de serviço. A preocupação com hospitais de pequeno porte também foi lembrada na reunião, as entidades reivindicam a criação de uma política própria para estes hospitais.

O presidente da AHESC, Altamiro Bittencourt agradeceu ao ministro por abrir espaço na agenda e atender com atenção os representantes do segmento. O ministro Mandetta disse que é sensível aos pleitos e que é preciso também reorganizar o sistema de atenção básica para atender melhor ao cidadão. A deputada federal Carmen Zanotto, o senador Jorginho Melo, o deputado federal Daniel Freitas e o secretário da Saúde de Santa Catarina, Helton Zeferino, também participaram da reunião.

Luiz Henrique Mandetta veio a Santa Catarina para anunciar o repasse cerca de 30 milhões de reais de recursos federais para o estado entre novas habilitações, serviços de hemodiálise, novos leitos, UPAS e recursos para o SAMU. Destes valores, cerca de R$20 milhões de reais serão para rede privada e filantrópica do estado que atende SUS.

O presidente da FEHOSC, Hilário Dalmann representando as três entidades e o assessor das entidades Adriano Ribeiro, também estiveram com o ministro durante o almoço na Casa da Agronômica, juntamente com o governador de SC, secretário de estado da Saúde Helton Zeferino e a deputada Carmen Zanotto, além de demais parlamentares e autoridades do setor.

Posts relacionados

País dividido: a favor e contra a corrupção

Fabian Oliveira

CPI para apurar abusos do sistema financeiro contra idosos

Fabian Oliveira

Em carta a Moisés, Paulo Konder Bornhausen faz críticas ao governador

Fabian Oliveira