Blog do Prisco
Coluna do dia

Moreira na berlinda

Repercutiu muito mal em Brasília, especialmente no Palácio do Planalto, a recepção que o governador Eduardo Moreira (MDB) ofereceu ao candidato a presidente do PSDB, Geraldo Alckmin. O catarinense fez as honras da casa nas agendas do tucano no Sul e na Capital do Estado, sábado. E foi além. Declarou voto no presidenciável do PSDB.

Isso ainda no calor do fogo cruzado entre o próprio Alckmin e Michel Temer, correligionário de Moreira. O presidente se obrigou a gravar um vídeo, no meio da semana passada, rebatendo os ataques sofridos no horário eleitoral do tucano. Moreira se posicionou justamente no vácuo do acirramento dos ânimos, que já gerou um contencioso entre tucanos e emedebistas no plano nacional.

Eduardo Moreira está se especializando em entrar na rota de colisão com dirigentes nacionais do Manda Brasa. É praticamente um expert no assunto. Em 2010, quando Michel Temer foi candidato a vice na primeira eleição de Dilma Rousseff, o atual governador fechou apoio a José Serra, também do PSDB.

 

Expulsão

Naquele ano, o próprio Temer, que era o presidente nacional do MDB, destituiu Moreira da presidência estadual, chamou o conselho do partido e abriu um processo de expulsão contra o catarinense. Que só não saiu do MDB porque Luiz Henrique da Silveira, que era amigo pessoal de Michel Temer, entrou no circuito.

 

Assunto recorrente

Agora novamente Eduardo Moreira entra na mira da nacional. Está sujeito a novo processo interno. Seu apoio a Alckmin já chegou aos ouvidos do senador Romero Jucá, presidente do diretório nacional do MDB. Jucá foi abordado por uma personalidade ilustre do partido sobre o assunto e já deu sequência nas conversas no sentido de enquadrar Eduardo Moreira. A conferir os desdobramentos!

 

Peso

Nas hostes do MDB, há um sentimento de que a presença do governador Eduardo Moreira não acrescenta nada na campanha de Mauro Mariani. Especialmente no Sul, base de Moreira, mas onde ele segue impopular. Muito provavelmente pela gestão mal avaliada de Eduardo Moreira quando foi prefeito de Criciúma. O governador ainda não apareceu nos programas de TV e nem vai ser chamado para evitar desgastes a Mariani.

 

Distância calculada

Conselheiro aposentado do TCE, Júlio Garcia, não está mais atuando contra Gelson Merisio. Os dois conversaram e se acertaram. Os materiais de campanha de Garcia, no entanto, não estão casados com Gelson Merisio, candidato ao governo. A propaganda do deputado estadual Ricardo Guidi, que concorre agora a federal e é aliado de Júlio Garcia, também não leva o nome ou imagem de Merisio. Nas últimas vezes que foi ao Sul para atos de campanha, Merisio não contou com a presença dos dois.

 

Tucanos

O lançamento de campanha da deputada federal Geovania de Sá à reeleição e de Dóia Guglielmi a deputado estadual contou com a presença do presidenciável tucano Geraldo Alckmin e dos candidatos da majoritária da Coligação SC Quer Mais, Napoleão Bernardes e Paulo Bauer, além do prefeito de Criciúma Clésio Salvaro e do governador Eduardo Moreira. Os candidatos também passaram juntos por Forquilhinha, Içara e pela Praça Nereu Ramos, em Criciúma. Um grande número de partidários, simpatizantes e autoridades do PSDB e MDB acompanharam toda a agenda.

Posts relacionados

Mobilização suprapartidária

Autor

Chega de privilégios!

Autor

COLUNA DO DIA

Autor