Blog do Prisco
Destaques

Novo edital da Celesc busca parceiros para expansão do Corredor Elétrico Catarinense

Nesta quinta-feira (08), a Celesc, por meio do programa de P&D/Aneel, em parceria com a Fundação Certi, a Celesc lançou uma Chamada Pública em busca de parceiros para a instalação de 20 novas estações de recarga do Corredor Elétrico Catarinense. Na ocasião, também foi inaugurado o eletroposto instalado em frente à sede da Companhia, em Florianópolis.

“A Celesc desempenha um papel crucial na promoção da mobilidade elétrica para a construção de um futuro mais sustentável. Nossa visão vai além da oferta tradicional de energia, ao nos posicionarmos entre os pioneiros da transformação do setor elétrico, impulsionando a transição para um modelo de mobilidade urbana mais limpo e eficiente,” afirmou o presidente da Celesc, Tarcísio Estefano Rosa.

O presidente da Celesc, Tarcísio da Rosa – fotos>divulgação

O Diretor de Planejamento, Controles e Compliance da Celesc, Lino Henrique Pedroni Junior, ressaltou que a expansão da mobilidade elétrica é um caminho sem volta e que, com essa nova etapa do Corredor Elétrico, a Companhia ratifica sua posição de destaque nesse tema. “É o nosso nome que vai estar espalhado por todos esses lugares. Então é extremamente importante para nós. Precisamos mostrar que estamos bem alinhados e sempre à frente em processos que envolvem meio ambiente e sustentabilidade”, disse.

Para o gerente do Projeto de Mobilidade Elétrica da Celesc, Marco Gianesini, as novas estações serão um reforço importante para o Corredor Elétrico Catarinense. “O Corredor elétrico catarinense foi concebido de forma estratégica, atendendo todas as regiões do estado e, principalmente agora no badalado verão de Santa Catarina, tem atendido com satisfação a demanda do crescente número de proprietários de veículos elétricos que passam pelo estado”, afirmou.

Para participar da Chamada Pública, os interessados deverão realizar sua inscrição até o próximo dia 28 de fevereiro, no https://ped.celesc.com.br/chamadas-publicas, onde também é possível obter mais informações sobre o programa. Os parceiros escolhidos deverão seguir critérios técnicos quanto ao entorno dos eletropostos, zelar por sua manutenção e se atentar às questões de infraestrutura, como as adequações civis e elétricas. Em contrapartida, os selecionados participarão do processo de definição de modelos de negócios, que proporcionará retorno financeiro no futuro.

“As novas estações representam mais tecnologia para acompanhar os novos modelos de veículos elétricos e híbridos que estão sendo lançados no Brasil e vão aumentar a autonomia de quem circula com esses veículos por vias catarinenses. Os parceiros selecionados nesta Chamada Pública também participarão do refinamento da análise e da estruturação de um modelo de negócio que viabilize a operação de cobrança por esse serviço, de forma justa”, afirma o gerente de Eficiência Energética da Celesc, Thiago Jeremias.

O superintendente de Negócios da CERTI, Laercio Aniceto Silva, frisou que o Corredor Elétrico não trata apenas da recarga de veículos elétricos. “Existe toda uma tecnologia atrelada aos veículos elétricos, toda uma questão do desenvolvimento econômico e social, além dos benefícios que trazem para o meio ambiente e para as gerações futuras”, disse.

As empresas selecionadas serão contatadas pela Celesc até julho de 2024 para agendar visitas de avaliação dos locais propostos para instalação dos eletropostos para que, na sequência, sejam firmadas as parcerias.

Estão previstas a instalação de 20 estações de recarga com diferentes capacidades: semirrápidas (carregamento em até 23 kW por conector, com tempo de carregamento de 80% de um veículo entre 3 e 8 horas), rápidas (carregamento de até 60 kW, com carregamento entre 30 e 40 minutos) e ultrarrápidas (carregamento de até 120 kW, em cerca de 15 minutos). Confira abaixo as cidades de interesse, com respectivos modelos, para essas parcerias:

• Blumenau: estação semirrápida
• Brusque: estação semirrápida
• Caçador: estação semirrápida
• Chapecó: estação rápida
• Florianópolis: estação rápida
• Itapema: estação rápida
• Joinville: estação ultrarrápida
• Mafra: estação semirrápida
• Palhoça: estação semirrápida
• Rio do Sul: estação rápida
• São José: estações rápida e semirrápida
• Santa Cecília: estação rápida
• Urubici: estação semirrápida
• Videira: estação semirrápida

Sobre o Corredor Elétrico — Santa Catarina conta com uma das maiores rotas eletrificadas do Brasil, com mais de 1.500 quilômetros de estradas equipadas com estações de recarga de veículos elétricos e híbridos. Atualmente, 34 destas estações já estão instaladas, entre semirrápidas (com tempo de carregamento de 80% de um veículo entre 3 e 8 horas) e rápidas (entre 30 e 40 minutos). Este avanço coloca o estado como pioneiro na promoção da mobilidade elétrica no país.