Blog do Prisco
Notícias Últimas

Número de empregos na Construção Civil é um dos que mais cresce

O Caged aponta que a quantidade de vagas neste segmento em Jaraguá do Sul teve elevação em janeiro perto de 25% se comparado ao mesmo mês em 2023

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho divulgou na última semana sua primeira atualização em 2024. Santa Catarina iniciou o ano como Estado com o segundo melhor saldo de vagas de emprego do Brasil atrás apenas de São Paulo. Foi ainda o quarto Estado do Brasil na lista de criação de postos de trabalho neste período. De acordo com o levantamento do Caged registrou, entre admissões (152.912) e demissões (126.702) um saldo positivo de 26.810 vagas.

A exemplo do próprio Estado, o resultado de Jaraguá do Sul – que durante boa parte de 2023 esteve entre melhores cidades na geração de emprego – manteve o saldo positivo de vagas no primeiro mês do ano. Foram 3413 contratações, 2746 demissões e um saldo positivo de 667 vagas.

O segmento da indústria continua como principal carro-chefe das admissões jaraguaenses sendo responsável por 45,6% destas novas vagas. Na segunda posição ficou o setor de Serviços com 23,9%, seguido pelos setores do Comércio (20%), Construção Civil (10%) e Agropecuária (0,23%).

Construção Civil – Apesar de ocupar o quarto lugar entre os segmentos que mais geram emprego no Município, o setor de Construção Civil tem crescido de forma relevante, segundo observação do secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Thiago Sarmanho. “Nunca a construção civil em nosso município contratou tanto. Em janeiro de 2024, batemos nosso recorde histórico com 348 admissões neste segmento e um saldo de 180 empregos, ultrapassando o saldo total do ano todo de 2023, quando obtivemos 168 empregos.

Já para o secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Gildo Andrade, grande parte desse sucesso pode ser creditado à revisão da lei do código de zoneamento de uso e ocupação do solo ocorrida em 2023. “Em que pese termos uma lei de 2020, ainda assim a lei foi revisada ao longo de 2023, ratificando o que já estava previsto. Isso trouxe maior segurança jurídica aos empreendedores, por saberem que a legislação foi criada objetivando o crescimento da cidade no que diz respeito à construção civil”, assevera Andrade.

O secretário acrescenta: “Essa certeza pode ser verificada inclusive no número de alvarás de construção emitidos, que em 2023 teve um aumento de 36,72% em relação a 2022. Já os alvarás de ampliação tiveram um aumento de 54,91% no mesmo período.”

Posts relacionados

BR 280: Prefeitura e Acijs acompanham as obras de duplicação

Redação

Projeto que garante a SC mais força política avança na Câmara

Redação

Criciúma é a cidade da Amrec que mais gerou empregos em abril

Redação