Blog do Prisco
Coluna do dia

O fator Bolsonaro

A disputa em Santa Catarina, antes de propriamente eleitoral, é pelo apoio do presidenciável Jair Bolsonaro neste segundo turno. A propaganda gratuita no rádio e na TV começa nesta sexta-feira. O candidato Carlos Moisés quer fazer um programa à altura de quem chega ao round final com chances reais de vencer o pleito. Trouxe ao Estado a equipe que ajudou a eleger Ratinho Junior governador do Paraná no primeiro turno.

Gelson Merisio já tem seu grupo montado. Tinha a previsão antecipada de que chegaria à grande final. O que não era natural no campo do PSL até meados da campanha de primeiro turno.

Como Merisio abriu voto para Bolsonaro e Moisés é correligionário do presidenciável, a briga agora é pelo seu apoio. O presidenciável acabou ficando numa saia justa. Primeiro, anunciou neutralidade no segundo round estadual, sem dar muita bola para Moisés.

 

Pressão

Na sequência, depois da péssima repercussão e no vácuo da pressão liderada por Lucas Esmeraldino, presidente estadual do PSL, Bolsonaro gravou um novo vídeo, desejando boa sorte ao Comandante Moisés. O pesselista afirmou que seu correligionário estadual é um campeão de votos como ele. Mas Bolsonaro não bateu a porta para Merisio. No mesmo vídeo, ele agradece o apoio do pessedista no primeiro round.

Muitos lances devem ocorrer até o dia 28, data do segundo turno. Mas uma coisa é certa. O apoio externo, de Jair Bosonaro, tem tudo para ser decisivo para a definição do futuro governador do Estado.

 

Reserva de vagas

A Eletrosul Centrais Elétricas S.A., está obrigada a destinar nos próximos concursos públicos, o percentual mínimo de 20% das vagas para pessoas com deficiência ou reabilitados no INSS, para preencher 5% do seu quadro com cotistas e se enquadrar no art. 93 da Lei 8.213/91.

 

Justiça do Trabalho

Os editais terão que informar, não apenas o percentual, mas o número de vagas destinado aos cotistas por cargo e local de atividade, e comunicar que os candidatos com deficiência/reabilitados serão avaliados e acompanhados por equipe multiprofissional, nos termos do Decreto n. 3.298/99. A sentença é do juiz do Trabalho Paulo André Cardoso Botto Jacon, em ação civil ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC), em 2014.

 

Debate

O segundo turno das eleições representa oportunidade para que o País e Santa Catarina aprofundem o debate sobre as propostas para os próximos governos federal e estadual, avalia a Federação das Indústrias (FIESC). “A discussão precisa ser feita com coragem, deixando a superficialidade de lado, para que a partir de janeiro os escolhidos possam fazer efetivamente as mudanças que o eleitor pediu”, defende o presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar. “Mas o debate deve ser realizado com tranquilidade, sem radicalismo ideológico ou ataques pessoais, com gestos claros para o início da pacificação do País, que está dividido”, completa.

 

Bolsonaro e Merisio

Em vídeo veiculado em redes sociais na manhã desta quinta-feira (11) o deputado federal Marco Tebaldi (PSDB) definiu seu apoio para candidaturas à presidência e governador de Santa Catarina no segundo turno. Estará com Jair Bolsonaro já que o candidato tucano Geraldo Alckmin não obteve votação suficiente. Quanto a governador, avaliou que não conhece o suficiente do Comandante Moisés e elogiou a trajetória de Gelson Merísio, “único capaz de fazer as mudanças seguras para Santa Catarina”.

Posts relacionados

Planalto chama para conversar

Autor

Viúva de LHS com PSDB

Autor

31 de agosto

Autor