Blog do Prisco
Manchete

O placar de SC na votação do fundo eleitoral

Os partidos políticos brasileiros terão pouco mais de R$ 2 bilhões (R$ 2,034) para serem gastos na campanha eleitoral de 2020.

Bolada aprovada na mesma sessão conjunta do Congresso Nacional que apreciou e definiu o Orçamento da União para o ano que vem.

Contrários ao financiamento público de campanhas eleitorais, os deputados do Partido Novo apresentaram um destaque para reduzir o fundão em R$ 1,363 bilhão. A ideia era reduzir a bolada eleitoreira de vossas excelências para R$ 671 milhões, o que ainda seria um valor astronômico.

A investida do Novo, visando a enxugar o fundão, recebeu apoio maciço entre os deputados federais catarinenses.

Três contra 12

Apenas três foram contrários, votando pela manutenção dos R$ 2 bilhões: Angela Amin, Pedro Uczai e Ricardo Guidi.

Caroline De Toni, estranhamente, não votou. Ao fim e ao cabo, os políticos seguem tirando dinheiro público de áreas fundamentais e sucateadas para sustentar esta verdadeira farra a cada dois anos.

 

 

Posts relacionados

MDB em xeque!

Redação

Aprovado serviço militar feminino em comissão do Senado

Redação

Jorginho: não vamos enfrentar o inimigo “só com conversinha de rede social”

leander