Blog do Prisco
Image default
Destaques

Partida de um grande Líder

O deputado Aldo Schneider, que faleceu na tarde deste domingo, em Balneário Camboriú, constituía-se em liderança política emergente em Santa Catarina. Não apenas pela sua atuação parlamentar, mas também pela sua capacidade de articulação. Ele presidia a Assembleia, graças à desenvoltura de sua interlocução dentro e fora do MDB. Pelos problemas de saúde que se arrastavam por mais de um ano, na última semana o vice-presidente, Silvio Dreveck (PP), já estava respondendo interinamente. O suplente Manoel Mota, que está encerrando a vida pública, será efetivado na Alesc, cumprindo o mandato até dezembro. O emedebista assumiu a Presidência, terceiro cargo do Estado na linha sucessória do governador, em fevereiro, substituindo o próprio Dreveck. O progressista renunciou, cumprindo acordo que lhe garantiu o comando do Legislativo em 2017, e Aldo foi eleito para pilotar o Parlamento em 2018.
Aldo Schneider filiou- se ao MDB em 1987. Era funcionário de carreira da Fazenda estadual. Foi o primeiro prefeito eleito de Vitor Meirelles, no Alto Vale, logo após a emancipação do município, em 1996. Elegeu o sucessor e depois retornou ao cargo de prefeito da cidade. Foi secretário regional de Ibirama e em 2010 conquistou seu primeiro mandato de deputado estadual. Foi reeleito em 2014. Perdeu a luta para um câncer, contra o qual vinha lutando bravamente desde o ano passado. O deputado tinha 57 anos e notabilizou-se pelo estilo sereno, trabalhador e conciliador. Sem dúvida, estava entre os cinco melhores parlamentares da atual legislatura.

Posts relacionados

Casildo Maldaner vai assumir uma diretoria do Banco do Brasil ou do BNDES

Autor

Aguiar já atua como deputado do PSD

Autor

“Planalto Norte será um polo de derivados do leite”, diz Mariani

Autor