Blog do Prisco
Manchete

Prefeito de Ituporanga pode ser afastado e preso

A CPI do Lixo em Ituporanga, no Alto Vale, a Capital da Cebola, incendiou a política local. Nesta segunda-feira, 11 de março, os integrantes do colegiado vão se reunir e a maioria, salvo uma mudança radical no quadro, deve votar a favor do afastamento do prefeito Osni Francisco de Fragas, o Lorinho (PSDB).

O tucano retornou ao poder em 2017, mas está encrencado até o pescoço. A CPI do Lixo apurou suspeitas gravíssimas, como apartamento em Balneário Camboriú, que seria do uso do alcaide, em nome de terceiros e pago pela empresa que faz a coleta dos dejetos no município.

Nesta semana, o presidente do MDB local, vereador Claudinei Eing, o Beleco, foi à Rádio Sintonia e denunciou que foi chamado por Lorinho para uma conversa. O prefeito teria oferecido a ele, em troca de apoio na CPI, duas secretarias na estrutura municipal, oito cargos de confiança, emprego para a mulher dele e emprego para a esposa de outro vereador.

Beleco não aceitou e botou, literalmente, a boca no trombone. “Nós não nos vendemos,” declarou nas ondas radiofônicas. Nos bastidores, comenta-se, ainda, que além de ser afastado, o prefeito Lorinho pode até ser preso. A segunda-feira promete ser muito quente na terra da cebola.

Posts relacionados

Deputado do PSDB declara: está na base aliada de Moisés

Fabian Oliveira

Merisio assina ficha no PSDB em Brasília

Fabian Oliveira

FIESC encomenda estudos de melhorias de operação do aeroporto de Chapecó

Fabian Oliveira