Blog do Prisco
Destaques

Presidente do BRDE aborda apoio à inovação durante Fórum Radar

Encontro é considerado o principal evento anual de debates das lideranças industriais de Santa Catarina
O apoio à inovação na indústria foi tema da participação do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) durante o Fórum Radar, promovido pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) nesta quinta-feira (19), em Florianópolis. O evento reúne lideranças industriais catarinenses e brasileiras para discutir o futuro do setor. Nesta edição, o tema central será a neoindustrialização, ou seja, a retomada da indústria como indutora do desenvolvimento do país, mas sob a perspectiva do novo ciclo econômico mundial em curso — que traz oportunidades e desafios.
O presidente do BRDE, João Paulo Kleinübing, foi um dos palestrantes no primeiro dia do evento, abordando a temática de inovação dentro das iniciativas do banco. Ele também participou do painel “Instrumentos de Apoio, Financiamentos e Oportunidades para Neoindustrialização”, acompanhado de outras lideranças empresariais.
Para Kleinubing, o banco está diretamente ligado à missão da neoindustrialização. “Isso não é novo na nossa história. O BRDE foi criado por um ex-presidente da FIESC, Celso Ramos, que lançou o planejamento estratégico focado em investimentos em infraestrutura, educação, saúde, entre outros setores. Hoje, somos o maior operador da FINEP no Brasil para operações indiretas”. Dos estados do Sul, Santa Catarina é o estado que mais demandou do orçamento da FINEP por meio do BRDE, o que, evidencia a cultura de inovação do estado.
os financiamentos para inovação no BRDE em 2023 seguem a forte demanda apresentada após o período de pandemia. No primeiro semestre deste ano, as contratações do BRDE para projetos de inovação, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), corresponderam a R$ 311,4 milhões, um aumento de 391,2% em relação ao mesmo semestre de 2022. Esse montante financiado pelo BRDE representou 14,5% de todas as contratações realizadas pelo Banco no semestre. “Nos últimos 11 anos, o BRDE já contratou R$ 1 bilhão de reais para projetos ligados à inovação junto a FINEP, sendo mais de 40% para Santa Catarina”, ressaltou o presidente. No setor industrial, que contempla também as operações com as agroindústrias, houve crescimento de 16,1% em relação ao primeiro semestre de 2022.
O Fórum Radar segue até esta sexta-feira e aborda outras temáticas como Empreendedorismo e Liderança Feminina na Era da Neoindustrialização; Saúde: Oportunidades e Desafios; Neoindustrialização e a Transição Energética e Digitalização e Infraestrutura; O impacto da transformação digital na saúde para a indústria, prestadores de serviços, profissionais e pacientes – desafios e oportunidades; Plano de Neoindustrialização do Brasil, entre outros assuntos.

Posts relacionados

Presidente do BRDE apresenta ações para comissão

Redação

Número de catarinenses que destinam IR a projetos sociais sobe 25%

Redação

FIESC promove evento para debater descarbonização e transformação digital em Chapecó

Redação