Blog do Prisco
Destaques Notícias

PSB critica governo e anuncia candidatura presidencial

A Comissão Executiva Nacional do PSB aprovou uma resolução nesta quarta-feira em que critica a “reação errática” do governo federal frente ao cenário de ampliação da crise no país. Para o partido, a gestão de Dilma Rousseff está entregue a forças conservadoras e antipopulares, com as quais negocia sua sobrevivência.
“Os resultados, apesar da enorme ginástica em termos de articulação política, são pouco expressivos para fins de ampliação da governabilidade, particularmente porque se subordinam à lógica da concessão de postos e cargos, para os quais sempre há uma demanda muito maior do que a oferta, especialmente em tempos de restrições orçamentárias. Assiste-se, portanto, o pior dos mundos: a governabilidade não melhora – visto que não se dá uma pacificação da base governista, que deseja mais do que há para oferecer – e o Governo se vê entregue a forças conservadoras e antipopulares, com as quais negocia sua sobrevivência”, afirma o texto, assinado pelo
presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira.

PSB NACIONAL

No documento, o PSB reafirma a postura de independência crítica e propositiva do partido, sem apoiar a postura conservadora do governo ou se aliar a partidos de oposição de centro-direita. Em decorrência das posições firmadas, o partido decidiu lançar candidaturas próprias nas capitais e cidades-polo de todos os Estados nas eleições de 2016 e determinou que terá candidato próprio para a Presidência da República em 2018.

A resolução avalia o atual momento do Brasil no qual a Câmara dos Deputados e o Supremo Tribunal Federal (STF) intensificam o debate sobre o impeachment, as contas de 2014 do governo são rejeitadas no Tribunal de Contas da União (TCU) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decide pela abertura de investigação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer. Enquanto isso, a recessão se agrava e os Estados e municípios apresentam dificuldades orçamentárias relevantes.

Para a legenda, a superação da crise econômica deve se basear na valorização da produção e do trabalho. “O partido preconiza iniciativas de natureza radicalmente distintas daquelas que o governo tem encaminhado como solução para a crise. Entende o PSB que toda e qualquer propositura, que as medidas de política econômica devem passar necessariamente pela valorização da produção, pela retomada do estímulo ao investimento e pela dignificação do trabalho”, diz a resolução.
Foto: Humberto Pradera, divulgação

Posts relacionados

Mais uma edição do Prêmio Empreendedor José Paschoal Baggio

Redação

SC cresce e RS encolhe, diz Exame

Autor

Procurador-geral do Estado traça metas para 2020 no primeiro dia da nova gestão

Redação