Blog do Prisco
Notícias Últimas

PSD e PP reagem à alfinetada sobre recursos à Saúde

As assessorias de PSD e do PP enviaram as notas abaixo, listando algumas ações e valores de recursos que seus integrantes trouxeram para o Estado na área de Saúde. É uma clara reação à alfinetada da coligação liderada por MDB e PSDB, que está distribuindo material para afirmar que conquistou 10 vezes mais recursos à Saúde do que os adversários. A campanha começa a dar sinais da disputa que está por vir. Confira:

MELHORIA PERMANENTE PARA A SAÚDE
Apesar de ter definido a Segurança Pública como sua prioridade, o candidato a governador Gelson Merisio já desenvolveu uma série de ações para outra das áreas mais importantes no serviço público. Só com a PEC da Saúde, que aumenta de 12% para 15% o gasto obrigatório da arrecadação de impostos com Saúde, vão ser R$ 1 bilhão a mais para a área nesse ano e outros R$ 8 bilhões nos próximos dez anos. O autor da PEC da Saúde foi o próprio Merisio, em sua atuação como deputado estadual. E não foi a primeira medida de Merisio, também em 2016 o então presidente da Alesc devolveu R$ 100 milhões das economias da Alesc especificamente para ajudar os Hospitais Filantrópicos no pior momento da crise econômica em Santa Catarina. Foram R$ 50 milhões para o pagamento das dívidas do governo estadual com os hospitais filantrópicos e R$ 50 milhões no recém criado Fundo de Apoio aos Hospitais Filantrópicos, idealizado por Merisio e aprovado por unanimidade entre os deputados da Alesc, para ajudar na retomada do mutirão de cirurgias em parceria com o então secretário da Saúde, João Paulo Kleinubing. Desde então, o Fundo tem recebido todos os anos, no mínimo, o aporte de R$ 17 milhões que devem ser destinados para as unidades de saúde filantrópicas catarinenses.
PRIORIDADE NA REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR
Candidato a vice-governador na coligação de Merisio, o deputado federal João Paulo Kleinubing (DEM) deu foco absoluto para a Saúde nas emendas parlamentares durante todo o período que foi coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense entre 2017 e 2018. Apenas em emendas de sua autoria, foram mais de R$ 25 milhões em recursos para a saúde, em recursos para postos de atendimentos municipais e para hospitais em Santa Catarina.
O QUINHÃO DE AMIN
Quando somadas as emendas destinadas para a área da Saúde pelo deputado federal Esperidião Amin (PP), o volume ultrapassa R$ 62 milhões apenas com os dois parlamentares que compõem a majoritária da coligação liderada por Merisio. Nos últimos quatro anos, Amin teve como um dos focos de atuação a ajuda ao setor da Saúde e destinou R$ 37 milhões da sua cota no orçamento do Governoo Federal para ações que ajudassem a reduzir os efeitos da crise econômica nos hospitais públicos catarinenses.

Posts relacionados

Convidado pelo LIDE SC o empresário Flávio Rocha vem a Florianópolis para palestra no Marketing MIX

Autor

PSDB de Joinville comemora 30 anos do partido e lança pré-candidaturas

Autor

Deputado Comin recebe prefeitos eleitos do PP da região carbonífera

Autor