Blog do Prisco
Manchete

PSL alega infidelidade e notifica quatro deputados

A direção estadual do PSL, pilotada pelo deputado federal Fábio Schiochet, notificou os quatros deputados estaduais da sigla que seguem alinhados a Jair Bolsonaro e vêm questionando o governo de Moisés da Silva no Parlamento estadual: Ana Campagnolo, Sargento Lima, Felipe Estevão e Jessé Lopes. A notificação é extrajudicial. Os dirigentes do PSL alegam que os parlamentares estariam agindo em desacordo com o estatuto do partido.
Sargento Lima já se posicionou publicamente. Informa que, no seu caso, o partido pede a expulsão dele. Os outros três deputados podem ter situações diferentes. Se forem, por exemplo, suspensos do PSL, eles perdem o direito a atuar nas comissões da Assembleia, o que engessaria bastante suas atividades dentro da Assembleia Legislativa, podendo prejudicar, ainda, a visibilidade de suas atuações.
Os quatro foram notificados depois que o PSL foi ‘provado” por um cidadão (certamente alguém interessado no assunto), acusando o quarteto de infidelidade partidária, além das ofensivas contra o governador (que, até segunda ordem, são prerrogativas dos deputados).
Os deputados têm cinco dias, contados a partir de terça-feira, 18, para apresentarem suas defesas na instância partidária.
Foto> E para a D: Lima, Ana, Felipe e Jessé Lopes à Direita (os notificados). Entre Felipe e Jessé estão Ricardo Alba e Coronel Mocellin.

 

Posts relacionados

Relator explica como será elaborado parecer sobre o impeachment

Redação

Investigações federais afunilam em SC

Redação

Catarinense no olho do furacão!

Redação