Blog do Prisco
Coluna do dia

Quarteto de oposição a PMDB-PSD

Quarteto de oposição a PMDB-PSD

Dentro da perspectiva de o PSD voltar a aliar-se ao PMDB com vistas a 2018, movimentação que está sendo pilotada pelo governador Raimundo Colombo, o PP e o PSDB naturalmente vão se aproximar. Os nomes das duas legendas para a disputa têm tudo para ser Esperidião Amin e Paulo Bauer, dobradinha que já venceu uma eleição. Em 1998, o progressista conquistou seu segundo mandato de governador tendo o hoje tucano (à época, Bauer era filiado ao extinto PFL) como vice. Mas a chapa projetada não se esgotaria nas fileiras de PP e PSDB. A ideia é atrair o deputado federal João Rodrigues, que poderia assumir a presidência estadual do DEM, além do PR de outro deputado federal, Jorginho Mello. Na cabeça, Amin ou Bauer. Rodrigues poderia ser opção para vice, com Mello disputando o Senado. Ontem, o deputado Mauro Mariani, hoje um dos principais expoentes do PMDB, confirmou que voltou a ganhar fôlego a possibilidade de renovação da aliança entre seu partido e o PSD. Desde que o manda brasa indique o cabeça de chapa no próximo pleito.

 

 

Cautela

Coordenador do Fórum Paramentar Catarinense, Mauro Mariani é cauteloso ao falar sobre o sentimento de desembarque do governo Dilma. Esta semana, foi a vez do baiano Geddel Vieira Lima pedir que o partido saia do governo liderado pelo PT. Ele fez coro a Eduardo Cunha, que agora resolveu silenciar. Mariani argumenta que o PMDB é que dá sustentação à presidente petista e que é preciso pensar, antes do partido, no país. Momento delicado. Sem os peemedebistas, a ex-mãe do PAC, avalia o catarinense, pode não suportar as pressões e cair.

 

 

Data

O prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori, está decidido a renunciar ao mandato, abrindo caminho para o vice, Luciano Buligon, que ainda aguarda a melhora no clima (literalmente) para assinar ficha no PSB. Caramori já fixou até data: não passa de outubro no cargo, até lá, inauguração de obras e lançamento de ordens de serviços. O movimento merece o apoio do governador Raimundo Colombo.

 

 

Aproveitamento

Assim que deixar a prefeitura de Chapecó, José Caramori deve ser aproveitado no colegiado do correligionário Raimundo Colombo. Provavelmente no Badesc.

 

 

Recursos

Brusque foi um dos municípios contemplados com recursos do Ministério da Cidade. O prefeito Roberto Prudêncio Neto (PSD) foi a Blumenau, onde o ministro Gilberto Kassab, presidente nacional do seu partido, assinou a liberação de R$ 1,3 milhão para saneamento básico. Prudêncio, aliás, vem circulando com desenvoltura no cenário político catarinense.

 

 

Inteligência única

Santa Catarina perdeu um de seus mais ilustres pensadores e gestores. O professor Alcides Abreu, o primeiro diretor do Senai e responsável pelo Plano de Metas de Celso Ramos no século passado. A criação da Celesc, Udesc e do extinto Besc tem as digitais dele, que foi sepultado ontem à tarde na Capital.

 

 

Brasil

O tradicional jornal inglês Financial Times resumiu o quadro do paciente: “parece um filme de terror sem fim.” Para os britânicos, arrogância e corrupção levaram o país ao estado deplorável em que se encontra.

 

 

Oráculo

Até ontem, todos os males do PT e do seu governo eram culpa do PSDB e de Fernando Henrique Cardoso. Numa mudança de rota impensável, Lula da Silva anunciou que vai procurar FHC para avaliar como evitar o impeachment de sua criatura. A manobra brusca está sendo interpretada como mais um recado do criador à ex-guerrilheira.