Blog do Prisco
Coluna do dia

Queiroz manda recado

Finalmente, o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, depôs ao Ministério Público. E fez uma revelação que pode gerar ainda muita dor de cabeça ao clã presidencial. O homem das “movimentações financeiras atípicas” disse, perante à promotoria, que gerenciava sim salários de servidores do então deputado estadual, hoje senador.

Seria para ampliar a base eleitoral do herdeiro mais velho do presidente. Queiroz tomou o cuidado de dizer que o chefe não sabia de nada. Muito bem, mas esse negócio de tomar parte do salário de funcionários, seja para qual fim for, é grave. E ilegal.

As palavras foram cuidadosamente medidas. O ex-assessor também disse que a parte do dinheiro que a turma devolvia era para contratar “colaboradores informais.” Um eufemismo para compra de votos, que fere, de lambuja, as legislações trabalhista e eleitoral.

Apropriar-se de parcela dos proventos de funcionários é ilegal. Contratar servidores fora da legislação, também. Comprar votos, idem. Ou seja, Queiroz admitiu pelo menos três crimes. Praticados com dinheiro público e às barbas do patrão. A explicação veio tarde e por seu conteúdo deixa claro que o ex-assessor manda recados ao Planalto e ao ex-empregador!

 

Rede social

Sozinho, ele tem mais seguidores em sua página no Facebook do que a soma dos outros 15 deputados do Estado. Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 27, em Brasília, aponta o deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB) como o parlamentar catarinense mais influente nas redes sociais. O ranking foi realizado pelo Instituto FSB Comunicação, e avaliou o desempenho de congressistas da Câmara Federal e do Senado, que utilizam redes sociais.

 

Praia limpa

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira (PSB), anunciou o investimento de R$ 30 milhões para combater as ligações clandestinas de esgoto na cidade. A ideia é lacrar as redes que despejam os dejetos diretamente na rede pluvial, além de promover melhorias na orla.

 

Faixa estreita

É uma iniciativa importante e digna de aplauso. Houve, contudo, quem estranhou o fato de Oliveira não ter tocado no assunto do alargamento da faixa de areia na Praia Central. Esse projeto foi anunciado, decantado e cantado em verso e prosa. Mas parece que está em stand by, apesar de ser fundamental para o futuro de Balneário.

 

Acabou a farra

Digna de registro a medida assinada por Jair Bolsonaro e que acaba com o desconto em folha do chamado imposto sindical. O mecanismo gerou uma verdadeira farra de sindicatos sem atuação, que viraram empresas na mãos de poucos, vivendo do dinheiro suado do trabalhador. Agora, para sobreviver, os sindicatos terão que ser verdadeiramente atuantes e justificar sua existência perante a classe que dizem representar.

Posts relacionados

Visão de Brasília

leander

Sobe a pressão

leander

MDB em xeque

Shirlei Demetrio