Destaques

Refluiu acordo entre PSD, PP e DEM!

O grande avanço conquistado por Gelson Merisio para fechar a aliança com Esperidião Amin (PP) ao Senado e João Paulo Kleinübing (DEM) de vice, refluiu sob o aspecto temporal. Os três haviam quase acertado os ponteiros em Brasília, quarta-feira. No dia seguinte, as várias articulações, conversas, telefonemas e cafezinhos de bastidores resultaram em recuo na costura envolvendo o trio PSD, PP e DEM.

Esperidião Amin, que já havia sinalizado que aceitaria o Senado, voltou a projetar com toda força a sua pré-candidatura a governador do Estado.

Trocando em miúdos, significa que a definição talvez possa ocorrer na semana que vem, quando já tem convenção do PSD, ou mesmo na reta final das convenções homologatórias, em princípio de agosto. O dia 21 de julho (data da convenção também dos aliados pessedistas) não servirá para o PP realizar a sua, já marcada para o dia 28.

Todos juntos

O PSD e seus partidos aliados farão sua convenção no mesmo espaço, na Assembleia. Cada sigla em uma sala diferente. No final, sacramentam Merisio ao governo e Colombo ao Senado, deixando em aberto às outras duas vagas, ofertando a vaga de vice e a outra de Senado à indicação do PP. É uma possibilidade. Ou seja, a ideia é embretar Amin. Até porque, o ex-governador não controla o PP catarinense.