Blog do Prisco
Destaques

Relações cortadas entre Colombo e Udo

Raimundo Colombo ainda não recebeu nenhum dos três prefeitos eleitos no segundo turno em Santa Catarina. Trata-se de um cuidado estratégico. Napoleão Bernardes, reeleito em Blumenau, por exemplo, quis marcar uma agenda com o governador, que deu uma pedalada no tucano.

Colombo também não vai receber Gean Loureiro e Udo Döhler antes de segunda-feira à noite, quando oferecerá um jantar para a bancada estadual do PSD. Foi a fórmula encontrada pelo governador para primeiro estar com seus correligionários. Para quem não lembra, Darci de Matos e Jean Kuhlmann, deputados estaduais que perderam o pleito deste ano, são correligionários de Colombo. Feita a foto com os dois, as portas se abrem para os demais prefeitos.

colombo-e-udo

Na sequência, o próprio Napoleão Bernardes e Gean Loureiro devem ter audiência com o chefe do Executivo estadual. Com o peemedebista da Capital, não há qualquer problema. Raimundo Colombo manteve-se distante da disputa em Florianópolis. Em Blumenau, ouve alguns ruídos em relação a obras na cidade, mas nada que possa comprometer a relação entre o governador e o prefeito.

Problema Udo

O que vai pegar realmente é a relação de Raimundo Colombo e Udo Döhler. A questão da ponte, que um acusou o outro, mas principalmente os comerciais do PMDB que tentaram vincular o governador com a Operação Lava Jato para enfraquecer Darci de Matos.  Isso deixou o líder lageano muito, mas muito contrariado. A reaproximação neste caso será muito mais complicada.

Posts relacionados

TJSC: pedida suspensão da posse de Santore

Autor

A prestigiada posse de Mussi

Autor

Estratégias para minimizar o impacto da estiagem em SC

Redação