Blog do Prisco
Destaques

Renan cai e PT comanda o Senado

Ministro do STF, Marco Aurélio Mello, determinou o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado. É uma decisão liminar, ou seja, sobre a qual cabe recurso ao pleno do STF. O magistrado aceitou pedido feito em ação protocolada pela Rede Sustentabilidade. O entendimento de Marco Aurélio é de que réu em processo penal não pode manter-se na linha sucessória presidencial. Na semana passada, o pleno do STF, por 8 a 3, aceitou denúncia contra o senador alagoano, que passou a ser réu. Embora a decisão não seja definitiva, aumenta o clima de instabilidade política no país. Assume, por ora, o primeiro-vice-presidente da Casa, Jorge Vianna (foto interna), do PT. Tem tudo para significar que a vida de Michel Temer, que já não anda fácil, pode ficar ainda mais complicada. Está muito claro que a bola da vez da Lava Jato é o PMDB. Eduardo Cunha predeu a presidência da Câmara, o mandato e está na cadeia. Entre a queda de um presidente de Casa Legislativa e outro, o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, o ícone do PMDB fluminense, também foi parar atrás das grades. O próximo da lista tem tudo para ser Lula da Silva. Já se fala abertamente nos bastidores que ele pode ser preso na semana entre o Natal e o Ano Novo, com o Congresso em recesso e a sociedade mobilizada para os festejos de fim de ano.

jorge-vianna

Posts relacionados

Tucanos iniciam jornada rumo ao pleito de 2020

Redação

Maldaner é candidato a reeleição em Modelo

Autor

Pesca da Tainha tem antecipação confirmada

Autor